Operação investiga propina de R$ 5 mi

A Polícia Federal (PF) e a Receita deflagram ontem a Operação Triuno para investigar um suposto pagamento de aproximadamente R$ 5 milhões em propina a três auditores federais e um estadual. Durante o cumprimento de um dos mandados de busca e apreensão, um investigado tentou jogar dois notebooks no lixo. A ofensiva apura crimes de lavagem de dinheiro, sonegação tributária, associação criminosa, embaraço à investigação, corrupção, evasão de divisas e falsidade ideológica.

Em comunicado ao mercado, a Qualicorp informou que a PF fez buscas em sua sede no âmbito da operação. Segundo apurado pelo Estadão, o ex-executivo da companhia, José Serpieri Jr. é citado na investigação. A Polícia Federal chegou a pedir mandado de busca e apreensão contra o empresário, mas a 2ª Vara Federal Criminal de São Paulo não autorizou. Os mandados de busca e apreensão eram: um no Rio de Janeiro, dez em São Paulo, dois em Barueri e um em Santo André (SP). (E.C.) 

Deixe uma resposta

Comentários