13º salário impactará menos 5% a economia

O pagamento do 13º salário aos brasileiros injetará R$ 208 bilhões na economia ao fim deste ano, calculou a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Uma redução de 5,4% sobre os R$ 216,2 bilhões pagos em 2019, já descontada a inflação do período. A queda é a mais acentuada da série histórica do levantamento, iniciada em 2012.

Segundo o economista Fabio Bentes, responsável pelo levantamento da CNC, o valor da gratificação será afetado pela deterioração do mercado de trabalho, a suspensão temporária de contratos e a redução da jornada de trabalho.

O valor médio pago em 2020 ficará em R$ 2.192,71, uma redução de 6,6% ante os R$ 2.347,55 recebidos em 2019. Os Estados de São Paulo (R$ 61,5 bilhões), Rio de Janeiro (R$ 22,3 bilhões), Minas Gerais (R$ 20,2 bilhões) e Rio Grande do Sul (R$ 14,9 bilhões) concentrarão mais da metade do 13º salário a ser recebido pelos trabalhadores este ano. (E.C. )

Deixe uma resposta

Comentários