Dia D vacina 4.444 pessoas em Suzano contra a paralisia infantil

No Dia D de vacinação contra a poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, o município de Suzano foi o que mais obteve adesão de moradores em um comparativo com Mogi das Cruzes e Ferraz de Vasconcelos. No sábado anterior, 4.444 doses da vacina foram aplicadas nas 24 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município.

"Dentro do contexto da pandemia pelo novo coronavírus (Covid-19), consideramos que este resultado de vacinações do Dia D foi positivo", afirmou ontem a Secretaria Municipal de Saúde. Juntas, as cidades de Suzano, Mogi e Ferraz aplicaram 7.897 doses da vacina contra a poliomielite no sábado anterior. Em Mogi foram 2.341 doses e em Ferraz 1.112 aplicações.

No Brasil, o vírus da poliomielite está erradicado e por este motivo as campanhas buscam a imunização para que o vírus se mantenha distante e não ocorra um novo surto da doença. Embora tenham sido questionadas sobre a adesão ao Dia D contra a paralisia infantil, as Prefeituras de Itaquaquecetuba e Poá não responderam a reportagem até o final desta edição.

Os pais ou responsáveis devem levar as crianças a uma unidade de saúde munidos da carteira de vacinação para que um profissional avalie quais doses precisam ser aplicadas. O objetivo é garantir a imunização coletiva contra a paralisia infantil em crianças de 1 até 5 anos e atualizar a carteirinha de vacinação de crianças e adolescentes entre zero e 14 anos, reforçando a proteção contra paralisia infantil (poliomielite) nos menores de 5 anos.

Além da gotinha contra a paralisia infantil, o calendário vacinal inclui outros 14 tipos de vacinas que protegem contra cerca de 20 doenças: BCG (tuberculose); rotavírus (diarréia); poliomielite oral e intramuscular (paralisia infantil); pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, Haemophilus influenza tipo b - Hib); pneumocócica; meningocócica; DTP; tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola); HPV (previne o câncer de colo de útero e verrugas genitais); além das vacinas contra febre amarela, varicela e hepatite A.

Neste ano, também passou a integrar o SUS uma nova vacina, já inserida na campanha: Meningo ACWY, que protege contra meningite e infecções generalizadas, causadas pela bactéria meningococo dos tipos A, C, W e Y. Ainda no sábado anterior, foi feito o Dia D dessa Multivacinação, que teve uma adesão de 2.646 doses.