Quantidade de testes feitos da Covid-19 cai 28% em setembro

Segundo Ministério da Saúde, foram 11,8 mil testes em agosto e 8,4 mil em setembro
Segundo Ministério da Saúde, foram 11,8 mil testes em agosto e 8,4 mil em setembro - FOTO: Mariana Acioli
Devido ao maior controle da pandemia do coronavírus neste momento, Mogi das Cruzes realizou 28,3% menos testes rápidos e exames PCR para Covid-19 em setembro. De acordo com dados do E-SUS e do Sistema Informatizado de Vigilância Epidemiológica (Sivep), portais do Ministério da Saúde alimentados com dados sobre os municípios, foram aplicados em agosto 11.856 testes para o novo coronavírus, enquanto no mês passado, 8.490 exames foram realizados para diagnosticar a doença.

No Brasil, o cenário é semelhante, com menos intensidade de queda na quantidade de exames aplicados. O país fez 11,5% menos testes diagnósticos de Covid-19 em setembro na comparação com agosto. Foram 944.712 testes tipo PCR realizados no mês passado contra 1.067.656 em agosto, de acordo com dados preliminares do Ministério da Saúde.

O secretário municipal de Saúde, Henrique Naufel, explicou que os testes são gerados por demanda espontânea, ou seja, são aplicados quando há procura dos serviços de saúde por sintomas relacionados à doença. Questionado se a redução da aplicação de testes pode ser prejudicial à população, devido à possibilidade do distanciamento dos dados reais da pandemia, o secretário foi incisivo. "Não. Desde o início estamos medindo a pandemia, não apenas pelos casos detectados, mas também e, principalmente, pelos casos de internações", respondeu Naufel.

De fato, a quantidade de internações vem caindo em Mogi. Tamanha foi a queda na ocupação do setor de enfermaria dos hospitais, por exemplo, que o número de leitos públicos destinados exclusivamente para tratamento da Covid-19 foi reduzido em 80% na comparação com o total disponível no município durante a utilização do hospital de campanha (270 leitos) e 22% após seu fechamento no início de setembro.

Segundo o secretário municipal de Saúde, o fechamento de leitos se deu, justamente, devido a queda na utilização dessas unidades. Entretanto, o titular da Pasta é enfático ao garantir que nada impede a reativação destes leitos, caso necessário, a "qualquer momento".

Também em função da queda no número de internações, leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para Covid-19 têm sido destinados ao atendimento de outros casos. Dentre o Hospital Municipal, a Santa Casa e Hospital Luzia de Pinho Melo, dos 67 leitos de UTI dedicados à Covid-19, Mogi possui 28 pessoas internadas (41% de ocupação) e, em relação aos leitos de enfermaria, 40 internações nos 54 leitos disponíveis (74%).

Especificação

Os testes de PCR são os que têm função efetivamente diagnóstica, considerado o exame definitivo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Por meio dele é possível detectar uma parte do RNA do vírus, que é específica do coronavírus, ou seja, impossibilitando que o resultado seja confundido com qualquer outro agente viral.

Já os testes rápidos pesquisam a presença de anticorpos, ou seja, uma resposta do organismo quando este já teve contato com o vírus recentemente (IgM), ou já há algum tempo (IgG).

Deixe uma resposta

Comentários