Nilo deixa a presidência da Liga Nacional de Basquete

Nilo permanece no conselho administrativo da LNB
Nilo permanece no conselho administrativo da LNB - FOTO: Mogi News/Arquivo
Em reunião do Conselho de Administração da Liga Nacional de Basquete (LNB), realizada anteontem, o secretário municipal de Esporte e Lazer de Mogi das Cruzes, Nilo Guimarães, comunicou oficialmente seu pedido de afastamento da presidência da entidade.

Por ocupar o posto de secretário, um cargo público, Guimarães encaminhou uma carta de renúncia para se licenciar dessa função para não impedir que a LNB pudesse desenvolver novos projetos via Lei de Incentivo ao Esporte, na esfera federal, para a próxima temporada.

"Infelizmente, tive de abrir mão dessa grande responsabilidade de ser presidente, mas é algo necessário para a contínua evolução e desenvolvimento da Liga Nacional de Basquete", afirmou Nilo, que volta a fazer parte do Conselho de Administração representando a equipe de Mogi. "Continuarei sempre contribuindo incansavelmente para que o NBB continue sendo essa referência no esporte nacional", completou.

Agora, a Liga será presidida pelo ex-técnico da seleção brasileira e supervisor do Sesi Franca Basquete, Lula Ferreira, até o final deste ano. De acordo com o estatuto da entidade, a sucessão da presidência da Liga é seguida para o membro mais antigo do Conselho de Administração. Em dezembro, uma nova eleição será realizada para definir a futura presidência e diretoria da entidade.

Em entrevista à reportagem, Guimarães disse que foi um orgulho grande ser o presidente da "maior entidade esportiva na modalidade brasileira". "Foi uma bênção para mim. Infelizmente não pude ficar na presidência por conta deste recurso", lamentou. "O sentimento não é ruim, foi muito legal. Continuarei no conselho representando Mogi", completou o secretário.

Em 2018, Nilo Guimarães foi convidado para ser o vice-presidente da LNB ao lado do presidente Kouros Monadajemi para o biênio de 2019-2020. No final do primeiro ano de mandato, Monadajemi pediu seu licenciamento do cargo após assumir a presidência do conselho deliberativo do Minas Tênis Clube e Nilo assumiu a liderança da entidade em janeiro de 2020.

O secretário mogiano liderou a Liga Nacional de Basquete num dos momentos mais difíceis do esporte mundial com a pandemia da Covid-19. Para enfrentar esse período, o mogiano uniu todo o conjunto do basquete brasileiro (atletas, comissões técnicas, árbitros, dirigentes e profissionais dos clubes) para que as decisões pudessem ser analisadas e debatidas por todas as esferas envolvidas dentro e fora das quadras.

Deixe uma resposta

Comentários