Vacinação contra pólio e sarampo é prorrogada

O governo do Estado de São Paulo anunciou anteontem a prorrogação das campanhas de vacinação contra o sarampo e a poliomielite para até 13 de novembro. As campanhas se encerrariam no mesmo dia em que a prorrogação foi anunciada. Mogi das Cruzes havia imunizado 11.503 pessoas contra a poliomielite e 15.261 contra o sarampo.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, as doses aplicadas contra a paralisia infantil correspondem a 50% da meta de vacinação. Já as vacinas da campanha contra o sarampo, representam 12,9%.

Os pais ou responsáveis devem levar as crianças a um dos postos de saúde localizados em Mogi com a carteira de vacinação em mãos para que um profissional avalie quais doses precisarão ser aplicadas, tanto para eventual situação de atraso, falta ou necessidade de reforço de mais doses.

A medida contribui para melhorar as coberturas vacinais, que têm oscilado nos últimos anos. A prorrogação do Estado tem o objetivo de aumentar a adesão da população às imunizações, que tem ocorrido em grande parte dos municípios paulistas.

As vacinas contra o sarampo e a poliomielite fazem parte do grupo de Multivacinação. No total, são oferecidas 14 tipos de vacinas que protegem contra cerca de 20 doenças: BCG (tuberculose); rotavírus (diarreia); poliomelite oral e intramuscular (paralisia infantil); pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, Haemophilus influenza tipo b - Hib); pneumocócica; meningocócica; DTP; tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola); HPV (previne o câncer de colo de útero e verrugas genitais); além das vacinas contra febre amarela, varicela e hepatite A.