Palmeiras bate Red Bull e conquista boa vantagem

Meia Raphael Veiga marcou dois gols; já são 25 com a camisa do alviverde
Meia Raphael Veiga marcou dois gols; já são 25 com a camisa do alviverde - FOTO: Diogo Reis/Agif - Agência de Fotografia/Estadão Conteúdo
Futebol costuma pregar peças e nunca devemos cantar vitória antes da hora. Mas dificilmente o Palmeiras deixa escapar a vaga para as quartas de final da Copa do Brasil. Com forte poder ofensivo, abriu 3 a 1 sobre o Red Bull Bragantino e deixou a classificação muito bem encaminhada à próxima fase. A definição da vitória veio em apenas 27 minutos.

Foi um primeiro tempo primoroso do Palmeiras em Bragança Paulista. Debaixo de forte chuva e diante de um adversário empolgado, dominou todas as ações. Não se intimidou e mostrou superioridade, buscando o ataque do primeiro ao último minuto. Após duas vitórias seguidas, o Bragantino jogou bem abaixo dos últimos jogos.

O trio ofensivo com Rony, Wesley e Luiz Adriano voltou a funcionar bem e agora fica a expectativa para subida na tabela também do Brasileirão. Aos poucos, o Palmeiras se ajusta e mostra que pode brigar por coisas grandes na temporada. São três vitórias seguidas, 11 gols marcados, apenas um sofrido.

Depois de uma grande apresentação defensiva diante do Atlético-GO, o técnico interino Andrey Lopes arrumou uma solução simples para não sacrificar um zagueiro para a volta de Gustavo Gómez. Adiantou Felipe Melo para sua posição de origem: volante. Luan foi mantido, ao lado do paraguaio.

O Palmeiras iniciou com tudo em Bragança. Com 27 minutos, já ganhava por 3 a 0, envolvendo o Bragantino e mostrando força ofensiva. O gol de Raphael Veiga aos 4 minutos, por exemplo, saiu na terceira finalização no jogo. Zé Rafael e Rony já haviam ameaçado a meta de Cleiton.

Se Andrey Lopes queria equilíbrio entre criação de jogadas e contragolpes, seu Palmeiras foi obediente ao extremo em Bragança. Boa trama no primeiro gol, belo lançamento de Felipe Melo para Wesley ampliar e aula de contragolpe no terceiro, de Luiz Adriano. Com 27 minutos, o Palmeiras praticamente liquidou o jogo.

Barbieri fez mudanças no Bragantino, jogou o time para a frente e foi premiado com o gol de honra, de Hurtado. Sabe, contudo, que a missão de buscar uma virada fora de casa é quase impossível. O Palmeiras, por sua vez, festejou o resultado e o bom futebol apresentado.

Deixe uma resposta

Comentários