Diniz quer testar novo sistema de marcação contra o Flamengo

Diniz desconversa sobre invencibilidadde e quer time focado na partida de hoje
Diniz desconversa sobre invencibilidadde e quer time focado na partida de hoje - FOTO: Divulgação
Os cinco gols sofridos nos últimos dois jogos deixaram o técnico Fernando Diniz extremamente irritado no São Paulo. Ainda mais por virem por falhas defensivas. Hoje, às 16 horas, diante do ofensivo Flamengo, o treinador "testará" seu sistema de marcação antes do jogo decisivo diante do Lanús, pela Copa Sul-Americana.

No Brasileirão de 2019, no qual o Flamengo vinha atropelando todos os rivais no Maracanã, o São Paulo se portou bem defensivamente e segurou o 0 a 0. A meta é repetir aquele desempenho neste jogo.

Apesar de ter chances de fechar o turno na liderança desde que vença seus quatro jogos, o São Paulo não esconde que avançar na Sul-Americana, batendo o Lanús, não sai da cabeça. E usará o jogo do Maracanã diante de um rival poderoso para aprimorar suas deficiências.

Decepção

Há tempos que a defesa são-paulina decepciona. Diniz já barrou Arboleda e Bruno Alves, apostou em meninos, improvisou Léo no setor, voltou com Bruno Alves, trocou lateral-direito mais de uma vez e nada de organizar o setor. Igor Vinícius está em fase final de recuperação e deve ser o dono da lateral direita. Reinaldo é intocável na esquerda e a dupla defensiva virou dúvida novamente.

Diniz deve dar nova chance a Diego Costa e Bruno Alves, mas já estuda aumentar o poder de marcação no meio para não deixar o time tão vulnerável atrás.

Ajustar a defesa significa somar resultado positivos. Isso pelo fato de o ataque estar redondinho. Brenner disparou a fazer gols e Luciano virou um belo garçom. Sem contar a velocidade que a equipe vem imprimindo nos contragolpes.

Diante do Flamengo o São Paulo tentará repetir o que fez de bom na Argentina: chegar bem e em alta velocidade ao ataque. E corrigir o que não deu certo em Lanús: se postar bem atrás e parar o ataque rival. Recuperado de lesão, Hernanes pode ser a surpresa da escalação de Diniz.

Deixe uma resposta

Comentários