Operação investiga desvios em Fortaleza

A Polícia Federal (PF), em parceria com a Controladoria Geral da União (CGU), deflagrou ontem a Operação Cartão Vermelho para apurar crimes de corrupção, desvio de recursos públicos federais e fraude em compras e contratações no hospital de campanha montado no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE), para atendimento a pacientes de Covid-19. O prejuízo estimado é de R$ 7 milhões.

Foram 27 mandados de busca e apreensão em endereços residenciais ligados aos investigados na capital cearense, em São Paulo (SP) e Pelotas (RS). A Justiça Federal também autorizou o bloqueio de valores, na ordem de R$ 7 milhões, em contas de empresas investigadas.

A operação teve como ponto de partida um inquérito aberto em junho de 2020, que apontou indícios de atuação criminosa de servidores públicos da Secretaria de Saúde de Fortaleza, gestores e integrantes da comissão de acompanhamento e avaliação do contrato de gestão, dirigentes e empresários. (E.C.) 

Deixe uma resposta

Comentários