Trump questiona a apuração dos votos

Objetivo é estender alcance em plataformas sociais
Objetivo é estender alcance em plataformas sociais - FOTO: Divulgação
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, divulgou um comunicado ontem em que voltou a questionar a apuração dos votos da eleição presidencial americana. "Seguiremos esse processo em todos os aspectos da lei para garantir que o povo americano tenha confiança em nosso governo", diz a nota, divulgada pela campanha à reeleição do republicano.

Anteontem, sem apresentar provas ou evidências, Trump acusou os democratas de tentarem "roubar" a eleição e afirmou haver "fraude" na apuração. "Acreditamos que o povo americano merece ter total transparência em todas as contagens de votos e certificação eleitoral, e que não se trata mais de uma única eleição. Trata-se da integridade de todo o nosso processo eleitoral", acrescentou Trump.

Após assumir a liderança na apuração de votos na Pensilvânia e na Geórgia, o democrata Joe Biden está a um passo da vitória, mas ainda não houve confirmação porque a apuração dos votos continua. Além disso, Trump já indicou que pode levar a batalha judicial sobre o resultado da eleição para a Suprema Corte.

O secretário de Estado da Geórgia, Brad Raffensperger, confirmou na tarde de ontem que haverá recontagem de votos no Estado.

Trump faz, após resultados desfavoráveis na apuração, uma blitz judicial para tentar reverter as perdas que tem tido em alguns Estados, como a Geórgia, para o seu concorrente democrata, Joe Biden. (E.C. com agências internacionais).

Deixe uma resposta

Comentários