Vulnerabilidades devem permanecer, segundo OMS

Crise global depende de mais do que a vacina
Crise global depende de mais do que a vacina - FOTO: ARQUIVo Mogi News
O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, afirmou ontem que uma vacina contra a Covid-19 é necessária com urgência, mas ressaltou que um imunizante por si só não resolverá todas as vulnerabilidades da crise global. O comentário foi feito na abertura da Assembleia Mundial da Saúde, antes do anúncio sobre a eficácia da vacina desenvolvida pela Pfizer em parceria com a BioNTech.

"Uma vacina não pode resolver o subinvestimento global em funções essenciais de saúde pública e sistemas de saúde resilientes, nem a necessidade urgente de uma abordagem que englobe humanos, animais e o planeta que compartilhamos", afirmou o diretor. Tedros ainda indicou que 186 países já participam da iniciativa Covax para a distribuição de vacinas.

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, comemorou o anúncio da Pfizer e da BioNTech de que a vacina experimental que se mostrou 90% eficaz. A Novavax anunciou ontem que recebeu do órgão regulador de alimentos e medicamentos dos Estados Unidos, a FDA, a designação para rápida aprovação da possível vacina que está testando para a Covid-19. (E.C.)

Deixe uma resposta

Comentários