Mogiano conquista o 2º lugar no Paulista de Tiro com Arco

O mogiano Pedro Seudo Valenti, de 17 anos, conquistou o segundo lugar no Campeonato Paulista de Tiro com Arco. O resultado foi obtido no primeiro ano de participação competitiva do atleta e a conquista pode jogar luz sobre a prática do esporte em Mogi das Cruzes e no Alto Tietê.

O tiro com arco surgiu como atividade de caça e guerra nos primórdios da civilização. Hoje é um esporte competitivo com espaço garantido nas Olimpíadas e regulação oficial no Brasil. Atualmente, por ser considerado um esporte de elite, a adesão e popularidade são pequenas se comparadas a outras modalidades. Ainda assim, Mogi das Cruzes conta com uma equipe competitiva de arqueiros, a Arqueiria Lobos, da qual o atleta faz parte.

Como primeira experiência competitiva, Pedro Valenti não imaginava que obteria um resultado tão positivo no campeonato. "Foi inesperado, foram seis provas no total, na primeira eu fiquei muito ansioso e acabei tendo um resultado ruim, mas me superei nas etapas seguintes e fiquei bem próximo do primeiro lugar. Os treinos foram decisivos para alcançar essa conquista", disse Valenti, que informou treinar até três vezes por semana, cerca de três horas por dia.

Segundo o arqueiro, o interesse pelo esporte surgiu ainda na infância e começou como brincadeira. "Conforme ia treinando, assistia muitas competições para estudar o movimento dos atletas e assim surgiu o interesse e confiança para competição", explicou o atleta que, em conjunto com o resultado do campeonato paulista, obteve o 13° lugar no ranking final brasileiro na categoria cadete.

O técnico de Pedro e proprietário da escola de tiro com arco em Mogi, Paulo Henrique Gomes, comemorou o resultado positivo também alcançado por outros membros da Arqueiria Lobos. "Foi muito satisfatório obter esses resultados logo no nosso primeiro ano competitivo. A força de vontade da nossa equipe dá ainda mais motivação para correr atrás de melhorias para o nosso espaço de treino e divulgação do esporte no Alto Tietê", contou.

Atualmente a escola, localizada na rua Barão de Jaceguai, 465, conta com oito atletas na equipe e 30 alunos. De acordo com Gomes, a preparação dos arqueiros envolve um trabalho de acompanhamento de correção da postura e falhas de disparo. Segundo ele, 90% do resultado estão condicionados à técnica e o restante às condições do equipamento. A escola oferece diversos planos para os interessados na modalidade, com acompanhamento técnico e disponibilização de equipamentos para os alunos.

*Texto supervisionado pelo editor.

Deixe uma resposta

Comentários