Créditos da Nota Fiscal Paulista para abater IPVA diminuem 86%

Os valores de créditos do programa Nota Fiscal Paulista, utilizados por motoristas de Mogi das Cruzes para abater no Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para 2021 tiveram uma redução de 86,4% na comparação com os números para o tributo cobrado neste ano. Os dados foram fornecidos pela Secretaria de Estado da Fazenda e Planejamento e analisados pelo Grupo Mogi News.

Para o exercício fiscal do ano que vem, o total de créditos repassados para os usuários do Nota Fiscal Paulista e utilizados para abatimento do IPVA em Mogi das Cruzes foi de
R$ 6.931,66, esse valor foi utilizado por 116 proprietários, compreendendo pessoas físicas (CPF) e jurídicas (CNPJ). Neste ano, o repasse foi de R$ 51.334,60, a diferença representa uma redução de 86,4%. Na ocasião, o número de proprietários que realizaram o abatimento também foi maior, 475 adeptos do programa haviam utilizado os créditos no ano passado.

A redução dos créditos utilizados para abatimento do IPVA é reflexo direto da redução geral no repasse de créditos para os participantes do programa em Mogi, conforme este jornal havia indicado em agosto. No primeiro semestre deste ano a Nota Fiscal paulista havia liberado mais de R$ 826 mil na cidade, um valor 11% menor que o mesmo período do ano passado, quando o repasse foi de R$ 935 mil.

Com o comércio fechado durante meses em razão da pandemia de coronavírus (Covid-19), e as restrições no horário de funcionamento durante a quarentena, as vendas tiveram queda, o que pode ter influenciado o repasse aos consumidores.

As cinco cidades mais populosas do Alto Tietê também acompanharam a redução. Suzano registrou uma queda no valor de créditos utilizados para abate do IPVA de 85,2%. Neste ano, 48 motoristas da cidade utilizaram R$ 2.747,69 para utilizar no tributo de 2021. Em 2019, 202 proprietários de automóveis haviam utilizado R$ 18.677,59 apenas em abatimentos do imposto.

Em Itaquaquecetuba a redução foi de 68,6% em valores totais, sendo que 47 proprietários utilizaram R$ 2.458,22 em créditos. No IPVA pago neste ano, a utilização de créditos da Nota Fiscal Paulista na cidade foi de R$ 7.837,89, utilizado 141 contribuintes que participam do programa.

Ferraz de Vasconcelos registrou uma redução de 89,4% na utilização dos créditos. Neste ano foram 21 proprietários para abater R$ 678,68, no ano anterior foram 75 fazendo uso de R$ 6.432,30 em créditos.

Por fim, Poá informou uma redução de 89%, 15 participantes fizeram uso de R$ 690,39 para abatimentos do IPVA, em 2019 foram 78 proprietários totalizando R$ 6.279,02 em créditos.

No conjunto o G5 - cinco cidades mais populosas do Alto Tietê - tiveram uma redução de 85% na comparação com 2019. 247 proprietários fizeram uso de R$ 13.506,64. Em 2019, o repasse foi de R$ 90.561,40, na ocasião, 971 usuários do programa haviam utilizado os créditos apenas para abater o IPVA.

*Texto supervisionado pelo editor.