Licitação de projeto básico será dia 30

ETE Leste está localizada no distrito de Cezar de Souza
ETE Leste está localizada no distrito de Cezar de Souza - FOTO: Mogi News/Arquivo
Em 30 de novembro ocorre a licitação para contratação de empresa para realização do projeto executivo das obras de melhoria e da ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Leste de Mogi das Cruzes, localizada no distrito de Cezar de Souza, contemplada no programa Mais Mogi Ecotietê, financiado quase que sua totalidade pela Corporação Andina de Fomento (CAF).

A empresa, que começa a ser escolhida no próximo dia 30, será responsável pelo Projeto Básico que engloba todas as obras a serem implantadas na ETE Leste com o objetivo de ampliá-la e adequá-la às condições operacionais necessárias.

A informação de que a licitação para escolha da empresa ocorreria neste mês já havia sido adianta pelo Grupo Mogi News, em contato com um dos principais responsáveis pelo andamento do Mais Mogi Ecotietê, o secretário de Planejamento e Urbanismo, Claudio de Faria Rodrigues.

Segundo documento apresentado pela Prefeitura, com o aval do Semae para as empresas interessadas no certame, a ETE Leste Mogi das Cruzes apresenta alguns problemas que prejudicam o funcionamento e reduzem a eficiência de algumas unidades, como um sistema preliminar de tratamento com equipamentos com baixo grau de eficiência na captura de sólidos, que causa a sua transferência aos tanques de aeração. 

Dentro da licitação que virá após essa a ser realizada em 30 deste mês, são previstas uma série de intervenções técnicas nos principais processos e operações unitárias da ETE Leste. 

Uma dessas alterações será a implantação de um sistema de automação de toda a estação; a demolição e implantação de um novo tanque de recebimento de efluentes; a substituição de oito comportas operadas por volante por comportas tipo canal, por atuador elétrico; o erguimento das paredes do poço de sucção existente; e a substituição das bombas submersíveis existentes por bombas horizontais no nível do terreno, para permitir a recirculação de lodo.

O orçamento estimado pela Prefeitura em consonância com o Semae é que tais serviços custem R$ 45.766.829,85. A maior parte deste valor virá do CAF e será pago nos próximos anos pela cidade.

Desassoreamento

A expectativa era que a licitação para escolha da empresa responsável pelas obras de saneamento do Córrego dos Corvos e do Lavapés também ocorresse neste mês, entretanto, no portal público de certames da administração municipal, não constam datas para a abertura de envelopes referentes ao tema. (F.A.)

Deixe uma resposta

Comentários