Taxa de letalidade no G5 cai entre setembro e outubro

A taxa de letalidade do coronavírus (Covid-19) para cada 100 pessoas infectadas em Mogi das Cruzes, Itaquaquecetuba, Ferraz de Vasconcelos, Suzano e Poá apresentou queda de 1,4 ponto entre os meses de setembro e outubro. Somando as cinco cidades, foram 157 mortes para 7.714 contaminações em setembro, o que gera uma taxa de letalidade de 3,3 para cada 100 pessoas doentes. Um mês depois, o G5 confirmou 103 mortes para as 3.721 infecções, concretizando um índice de letalidade de 2,7 para cada centena de infectados. A diminuição das taxas também está atrelada à redução dos registros de mortes e confirmações da doença no município. Para o levantamento, foram utilizados os dados do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat).

De um mês para o outro, a taxa de letalidade em Mogi passou de 3,6 para 3,5 no município onde existem mais casos e mortes da doença no Alto Tietê, até pelo tamanho da população da cidade. Em todo o mês de setembro, o Condemat contabilizou a soma de 55 mortes pela doença e outros 1.500 novos diagnósticos positivos. Já no mês de outubro, os números caíram para 47 falecimentos e 1.315 confirmações da Covid-19.

Apesar da queda na taxa de letalidade a cada 100 moradores infectados em Mogi, os números registrados em Ferraz apresentam elevação. De uma taxa de 2,3 em setembro, para 2,9 para cada 100 confirmações da doença. Isso porque, em setembro foram contabilizados 15 mortes e 1.067 contaminações pelo vírus. Já em outubro houve 14 mortes e 470 novos casos, ou seja, enquanto os óbitos pouco alteraram, a quantidade de contaminações no período despencou, o que fez elevar a letalidade

Suzano, por exemplo, registrou uma taxa de 3,9 em setembro e 1,7 em outubro. Em setembro, o Condemat somou 32 mortes e outras 815 confirmações da doença. Já no mês seguinte, 15 suzanenses não resistiram às complicações da doença, além de outros 862 que receberam o diagnóstico positivo para a contaminação do vírus.

Em Itaquá, a taxa de letalidade diminuiu de 4 para 2,3 de um mês ao outro, conforme apontaram os dados disponibilizados. Na cidade, 41 moradores faleceram pela doença enquanto outros 1.015 foram contaminados em setembro. Um mês depois os números foram elevados para 20 mortes e 844 casos.

Por fim, em Poá a taxa de letalidade também foi menor em outubro, com sete óbitos e 230 casos contra 14 óbitos e 317 confirmações da Covid-19 em setembro, gerando um índice de letalidade de 3 e 4,4, respectivamente.