Quase metade do eleitorado de Suzano não foi às urnas

As Eleições Municipais 2020 em Suzano foram marcadas pelo alto índice de abstenções, uma vez que 23,8% do eleitorado deixou de votar na cidade. Em números totais, 52.005 dos 217.959 eleitores aptos não exerceram o direito ao voto. Os dados foram divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e contabilizados pelo Dat, outras cidades do Alto Tietê também apresentaram índices semelhantes.

Das 217.959 pessoas que compõem o eleitorado suzanense, apenas 165.954 compareceram às urnas no último domingo para escolher o prefeito e os vereadores que iniciarão uma nova legislatura no ano que vem. Mais de 52 mil eleitores aptos a votar ficaram em casa ou não puderam se deslocar até o sua respectiva seção eleitoral no dia da votação.

Os motivos que levaram quase 1/4º dos eleitores em Suzano a desistirem de votar são variados e podem incluir desde dificuldades para se dirigir ao local de voto, até mesmo insatisfação geral com a política ou com os candidatos disputando o pleito.

Os votos

Dentro dos 165.954 mil votos registrados na cidade 14.690 (8,85%) foram nulos e 9.881 (5,96%) em branco. Rodrigo Ashiuchi (PL) foi reeleito prefeito com 110.001 votos, o que corresponde a 77,80% da preferência do eleitorado, seus adversários alcançaram porcentagens menores que a quantidade de votos em branco.

Outras cidades do Alto Tietê registraram índices muito próximos aos de Suzano. Mogi das Cruzes teve a maior porcentagem de abstenções da região: 27.7% do eleitorado desta cidade deixou de escolher um politico na urna eletrônica, 88.855 dos 319.826 aptos não compareceram às seções eleitorais.

Em Itaquaquecetuba, cidade com o segundo maior eleitorado da região, 57.005 (23,8%) dos 239.226 não votaram e a eleição foi decidida por 182.221. Em Ferraz de Vasconcelos, 30.912 (23,6%) das 130.570 pessoas que compõem o eleitorado ferrazense não participaram da decisão.

Na cidade de Poá, dos seus 93.853 cidadãos com direito ao voto, 23.117 (24,6%) terão de justificar a ausência e em Arujá, 17.132 (24,8%) do eleitorado não compareceu às suas respectivas seções eleitorais.

O pleito de Santa Isabel foi ignorado por 10.571 (24,8%) dos 42.613 cidadãos aptos pelo Tribunal Superior Eleitoral e em Guararema, 5.940 (24,1%) do eleitorado de 24.594 abriram mão do voto.

Em Biritiba Mirim não foi diferente, quase 1/4º deixou de participar, dos 23.613 eleitores da pequena cidade, 5.224 (22,1%) deixaram que o resultado fosse decido por outros. Por fim, Salesópolis, a cidade com menor número de eleitores cadastrados da região, deixou de contabilizar o voto de 3.646 (23,9%) de seu eleitorado, formado por 15.239 pessoas.

*Texto supervisionado pelo editor.

 

Deixe uma resposta

Comentários