CEI ouve 1º denunciado na operação Legis Easy

Pedro Komura (PSDB) deverá assumir a comissão
Pedro Komura (PSDB) deverá assumir a comissão - FOTO: Mariana Acioli
 A Comissão Especial de Inquérito (CEI) se reúne hoje, a partir das 9 horas, na Câmara Municipal, para interrogar a empresária Carla Salvino Bento, proprietária da empresa de segurança privada que firmou contrato com o Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae).

Segundo o relator da CEI, vereador Clodoaldo de Moraes (PL), a oitiva com a empresária, primeira denunciada na operação do Ministério Público (MP), denominada Legis Easy, a ser ouvida pelo grupo que apura possíveis irregularidades em contratos públicos, será fundamental para as investigações. A operação do MP foi responsável pela prisão de quatro parlamentares no início de setembro - Carlos Evaristo da Silva (PSB), Diego de Amorim Martins (MDB), Mauro Araújo (MDB) e Jean Lopes (PL). Além deles, Francisco Moacir Bezerra (PSB), cumpriu prisão preventiva, e Antonio Lino (PSD) ficou foragido até a liberação do habeas corpus. 

Com a proximidade do fim desta legislatura, o presidente da CEI, Pedro Komura (PSDB) confirmou que o grupo irá se reunir mais de uma vez por semana, para que haja tempo hábil para finalizar os relatórios do grupo.

Na semana passada, o grupo que forma a CEI recebeu uma importante liberação para dar continuidade aos trabalhos. A Justiça autorizou que os vereadores denunciados pelo MP sejam ouvidos na própria Câmara Municipal. Além dos vereadores denunciados, a Justiça também liberou o comparecimento dos empresários e assessores envolvidos na denúncia de corrupção. Com isso, além de Carla, os empresários Joel Leonel Zeferino, Pablo Bezerra (filho do vereador Chico Bezerra), Carlos César Claudino de Araújo (irmão de Mauro Araújo), Willian Cassanova e o assessor André Alvim também serão convocados pela comissão para prestar esclarecimentos sobre o caso. (F.A.)

Deixe uma resposta

Comentários