Homem é preso após esfaquear 3 em Mogi

O Jardim Ivete, em Mogi das Cruzes, foi palco de uma operação do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) para prisão de um homem que esfaqueou três pessoas e as manteve como reféns ontem, durante o período da tarde. De acordo com informações preliminares, as tentativas de homicídio foram investidas contra a ex-esposa do agressor, o pai e tio da vítima também foram feridos na ação, que mobilizou parte do 17º Batalhão da Polícia Militar.

O assunto ganhou repercussão quando os vizinhos do bairro chamaram a polícia, após identificar a ocorrência. A informação era de que uma briga de casal, motivada pela separação, teria dado origem ao crime. O chamado foi registrado às 15h13 e, quando as equipes da PM chegaram no local, o homem resistiu mantendo as vítimas feridas como reféns e se recusando a permitir que uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) prestasse atendimento no local e levasse os feridos para o hospital mais próximo.

A situação só foi controlada duas horas depois, por volta das 17h20, quando o agressor foi imobilizado pelo Gate que fez uso de balas de borracha para neutralizar o suspeito. As vítimas foram encaminhadas para hospitais locais e o homem deverá responder por homicídio qualificado, crime hediondo com maior pena prevista no Código Penal (12 a 30 anos).

O caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária, inaugurada ontem, em Mogi, no centro da cidade (veja mais na página 5). O suspeito, que não teve o nome revelado, deverá ser levado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) da região. O estado de saúde das vítimas também não foi revelado à reportagem.