Elgin promete investimentos por 'acreditar' no município

O Grupo Elgin, com mais de 65 anos de existência e que teve sua origem em Mogi das Cruzes com a fabricação de máquinas de costura, tem planos de incrementar os investimentos na cidade, por "acreditar nos projetos futuros" criados pela administração municipal.

Atualmente, já são produzidos cerca de 2 mil tipos diferentes de produtos nas áreas de costura, climatização, refrigeração, automação, energia solar, iluminação e informática. Tais serviços geram cerca de 1,4 mil empregos diretos e 7 mil indiretos. Tudo isso acontece em uma área fabril de 170 mil metros quadrados divididos em três unidades, localizadas em Mogi das Cruzes, São José dos Campos e Manaus, possuindo ainda um centro de distribuição em Itajaí, em Santa Catarina.

Nos últimos dois anos, o grupo vem trabalhando em sintonia com a administração municipal no sentido de ampliar e modernizar a fábrica instalada na cidade, gerando, assim, o incremento de cerca de 180 empregos diretos e 700 indiretos, com investimentos superiores a R$ 10 milhões.

"Nossa parceria com a administração municipal tem resultado em uma variedade de projetos que demandaram investimentos e geração de emprego aqui em Mogi das Cruzes", disse o diretor da empresa, Fábio Matos. "Ficamos muito satisfeitos com a implementação do programa Mais Mogi Ecotietê que, com certeza, foi determinante para as decisões de investimento em nossa empresa", completou.

O programa municipal citado pelo diretor da Elgin é dividido nos eixos socioambiental, saneamento básico e mobilidade e desenvolvimento urbano, esse último vai auxiliar diretamente a empresa que precisa receber materiais para sua produção e escoar produtos para a cidade e para outras localidades.

O prefeito Marcus Melo (PSDB) se mostrou contente com a parceria "de sucesso" junto a empresa Elgin. "Com certeza a maior empregadora de Mogi, desde sua inauguração, que continua acreditando e investindo em nossa cidade", disse o chefe do Executivo. "Fizemos um trabalho de aproximação que gerou, e continuará gerando, muitos frutos para nossa cidade ", finalizou Melo.

Pandemia

O Grupo Elgin também passou pelo período de pandemia tendo de reduzir a jornada de trabalho. Entretanto, de acordo com o diretor da empresa, com o passar dos meses a demanda dos produtos da marca aumentaram consideravelmente, o que gerou novas vagas de emprego dentro da empresa.

"Esse crescimento da indústria em geral na cidade tem demandado mão de obra especializada e a Prefeitura tem apoiado a indústria com a qualificação dos profissionais", explicou Matos.

Deixe uma resposta

Comentários