Revisão de contratos públicos é meta para o próximo ano

Projeto Mais Mogi Ecotietê será revisto na atual gestão
Projeto Mais Mogi Ecotietê será revisto na atual gestão - FOTO: Divulgação/PMMC
O governo de Caio Cunha (Podemos), prefeito de Mogi das Cruzes a partir do ano que vem, deverá ser marcado pelo pente fino nos contratos públicos. Uma das bandeiras do futuro chefe do Executivo é a revisão dos contratos. Além disso, Cunha promete que irá trabalhar com secretários mais técnicos em suas respectivas áreas de atuação.

"Todos os contratos públicos passarão por revisão", afirmou Cunha. O futuro prefeito da cidade se comprometeu a passar o pente fino e não poupar nenhum contrato existente. O exame cuidadoso e sistemático dos documentos em busca de possíveis irregularidades deverá ser uma das principais metas do governo do primeiro ano de gestão.

Outro compromisso assumido por Cunha em relação a sua futura gestão é o emprego de pessoas "mais técnicas" nas secretarias municipais. De acordo com ele, atualmente algumas secretarias não estariam sendo coordenadas por pessoas com conhecimentos e afinidades adequados ao setor.

Em relação a um dos assuntos que mais preocupam o mogiano, Caio Cunha prometeu intensificar a conversa com o governo do Estado para evitar que o pedágio seja instalado na rodovia Mogi-Dutra (SP-88). Durante a campanha, Cunha já havia se alinhado com o movimento e líderes do grupo Pedágio Não chegando a participar das manifestações contra a proposta da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). "Quando eleito, sendo eu o prefeito de Mogi, de jeito nenhum esse pedágio vai ser instalado", disse na ocasião.

Sobre outra ferida da população, o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Cunha informou que os munícipes não deverão ser taxados com novos aumentos em seu governo. O compromisso em não aumentar o imposto foi declarado em diversos momentos ao longo da campanha e até mesmo nos debates que travou com Marcus Melo (PSDB).

Ciente do elevado fechamento de vagas de emprego na cidade nos últimos meses, o novo prefeito entende que, para contornar a situação, é necessário aquecer a economia local por meio da diversificação na fabricação de produtos e serviços. Para lidar com o desafio, um dos planos propostos por Cunha é o Mogi Supera, que visa uma geração de empregos que atendam as necessidades emergentes do município.

Para dinamizar a área da Segurança, Cunha propõe a criação de uma base municipal de dados com o propósito de integrar a comunicação entre a Guarda Civil Municipal (GCM) e a Polícia Civil. Uma interação entre os órgãos de segurança pública deverá ser atingido para buscar a redução no índices de criminalidade.

De olho na Educação, o novo prefeito também já disse que pretende fazer modificações no currículo escolar dos alunos atendidos pela Prefeitura. "Trata-se de uma inclusão de educação financeira, mais esporte e cultura", comentou.

Obras em andamento

Sobre os projetos que já tiveram início, como a Maternidade Municipal, em Braz Cubas, Cunha deixou claro que seu governo dará continuidade e a obra deverá ser concluída com expectativa para entrega prevista para daqui a dois anos, em 2022.

Questionado sobre o projeto Mais Mogi Ecotietê, que já teve o financiamento aprovado e prevê a construção de dois novos parques (localizados na rua Antonio de Almeida e na avenida Francisco Rodrigues Filho), Cunha admitiu que acha o projeto interessante e benéfico para a região, mas que não sabe como deverá ficar na realidade, além do proposto na maquete 3D.

Quanto ao novo Centro de Formação Esportiva, ao lado do Ginásio Municipal Hugo Ramos, no Mogilar, o futuro chefe do Executivo informou que vê aquilo como um absurdo. "A Prefeitura precisa pensar em descentralizar os equipamentos públicos. Não faz o menor sentido instalar um ginásio ao lado do outro", disse.

Por fim, em relação à vinda do Serviço Social do Comércio (Sesc) para Mogi, no antigo Centro Esportivo do Socorro, Cunha informou que o projeto tem sua aprovação e vai continuar.

*Texto supervisionado pelo editor.

Deixe uma resposta

Comentários