Santos visita o RB Bragantino para esquecer desclassificação

O Santos sofreu muito com a queda nas oitavas da Copa do Brasil. Perdeu a chance de embolsar uma boa premiação e seguir firme na disputa "mais curta" por uma taça no ano. Entra em campo hoje, às 18h15, diante do Red Bull Bragantino, para esquecer a eliminação diante do Ceará e seguir firme rumo aos primeiros lugares do Brasileirão. Terá de se reinventar, contudo, sem Marinho, seu principal nome.

Artilheiro santista com 12 gols, Marinho é quem dita o ritmo do time nos jogos. Quando ele vai bem, os resultados positivos são maioria. Em dias de rendimento ruim, como na eliminação diante do Ceará, a equipe costuma somar tropeços.

Cuca tentará provar em Bragança Paulista algo ainda não tão evidente nesta temporada: que o Santos sabe jogar sem seu camisa 11 em campo. O poder ofensivo cai consideravelmente pelo fato de o atacante ser um "faz tudo". Marinho cobra faltas, escanteios, tem chute forte, dribla e dá passes decisivos.

O treinador não definiu quem será o substituto de sua estrela. Pode reforçar a marcação com a volta de Pará, apostar em Arthur Gomes na armação, ou manter o esquema mais ousado com a entrada de Lucas Braga. A ofensividade parece a opção mais provável.

O venezuelano Soteldo será o responsável por comandar o ataque ao lado dos meninos, caso seja esta mesma a decisão de Cuca. Apesar de também não ter muita idade, o baixinho vem jogando com frequência e carregará a missão de tranquilizar os companheiros para a hora de definir o jogo.

Desfalque importante no Castelão, Lucas Veríssimo retorna à defesa para manter o bom desempenho do setor quando está ao lado de Luan Peres. Cuca espera que o Santos pare de sofrer gols "bobos".

Achar um esquema forte e vencedor sem Marinho tem de ser uma escolha rápida de Cuca. Isso porque o atacante corre risco de levar punição alta após partir para cima de Leandro Pedro Vuaden. Além de tentar agredir o árbitro, ainda o xingou. Tudo foi relatado na súmula. O Santos tentará absolver seu atacante, mesmo com o descontrole emocional visível na quarta-feira.

Deixe uma resposta

Comentários