Privatizar para quê?

Nosso país é esquizofrênico, não tenho a menor dúvida disso. Basta ver que existe a convocação de uma carreata pró-Trump para os próximos dias. Vão denunciar uma fraude na eleição americana. Fraude essa amplamente desmentida pelos principais meio de comunicação dos EUA. É muita vergonha alheia, não?

Mas vamos ao tema do artigo. Privatização, a palavra mágica dos novos e arcaicos defensores do Estado mínimo, que acham que o Estado não deve intervir na economia. Aos que defendem isso, falta conhecimento histórico. Nenhuma nação se desenvolveu sem a participação efetiva do Estado. Isso vai de Adam Smith, David Ricardo e também passa pelo Marx.

Mas a grande questão sobre as privatizações é fornecida pelo cotidiano. Não vou nem falar de Mariana e Brumadinho. Vamos ao Amapá. Cidadãos do extremo norte do Brasil, vivem dias de caos após quatro dias sem energia elétrica. O apagão atinge 89% do território amapaense, incluindo a capital, Macapá, além de outros 13 dos 16 municípios. São mais de 750 mil brasileiros sem energia e com escassez de água, gasolina e com comércio fechado.

Os danos causados pelo incêndio ocorrido em estação controlada por empresa privada estão sendo reparados pela estatal Eletrobras. Precisou de uma empresa estatal, a Eletronorte, entrar no circuito para amenizar a situação e devolver energia ao Amapá. Ou seja, o capital privado arremata a empresa amapaense em leilão, ganha rios de dinheiro, não faz a manutenção devida da rede e, no momento do apagão, é o Estado que tem que gerenciar o problema?

Ou seja. No Amapá, bastou uma tempestade e um raio para um incêndio destruir um transformador e revelar ao mundo o que significa a privatização do sistema de energia elétrica. E tem gente que defende a privatização da Eletrobras.

Da mesma forma, conhecemos os resultados da privatização da Vale do Rio Doce. Capitalista quer lucro, não só o lucro, mas o maior lucro possível. Para eles é tudo uma questão de receita e despesa. O que significa menos custo.

Aparentemente é a vida humana.