Momento de expectativa

O Comércio se aproxima de seu período mais fértil com o evento da Black Friday e as vendas de final de ano, principalmente as de Natal, ainda a data mais importante para o setor. Neste ano, com as duras restrições impostas pela quarentena do coronavírus, que obrigou grande parte dos comerciantes a fechar as portas por um longo período, crescem as expectativas para este momento de retomada da economia.

Porém, os dados preliminares das entidades de classe ligadas ao setor indicam uma recuperação mais acanhada, muito aquém do reaquecimento previsto. As demissões em massa registradas durante os meses iniciais da pandemia, que levaram o comércio à beira do caos, a partir do encerramento das atividades de muitos empresários, notadamente os de pequeno porte, poderiam ser revertidas com a contratação de temporários, muito comum no final do ano.

Ao contrário disso, o Sindicato do Comércio Varejista de Mogi das Cruzes e Região (Sincomércio) estima uma queda de 25% na abertura de vagas de trabalho. Nas contas de entidade, para um pacote de 1,2 mil oportunidades abertas em 2019 em Mogi, apenas 900 deverão surgir neste ano. As tradicionais lojas de vestuário e calçados, mais regradas pela ação presencial de clientes, devem sofrer o maior impacto com a redução dos empregos.

Por outro lado, o e-commerce deve registrar um considerável avanço em relação ao período anterior. Durante a pandemia e o isolamento social, os consumidores passaram a praticar com maior intensidade as compras pela internet. O modelo, amplamente aceito pelos compradores, ganhou investimentos em tecnologia por parte dos empresários. O sucesso das vendas online certamente será comprovada neste final de ano. Muita gente ainda está insegura para sair de casa e prefere o conforto do e-commerce.

As mudanças de comportamento provenientes das restrições de circulação de pessoas nas ruas certamente serão institucionalizadas neste final de ano. Os consumidores vão buscar segurança nas compras, enquanto os comerciantes apostarão em formas mais criativas de vendas. Apesar de tudo, no balanço da gangorra comercial, o resultado pode ser positivo.