Nos trilhos

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) foi premiada pelo Smart City Business America por reduzir o tempo de viagem entre as estações Calmon Viana, em Poá, e Brás, já na capital, na Linha 12-Safira, em dez minutos. O trecho ainda passa por Itaquaquecetuba e faz conexão com a Linha 11-Coral, que liga as estações Estudantes, em Mogi das Cruzes, e Luz, em São Paulo.

De acordo com a própria companhia, a redução no trajeto diminuiu de 63 para 53 minutos. Isso foi possível graças a correções de trechos onde havia intervenção nas linhas e pontos de baixo limite de velocidade. Pode parecer pouco, mas para quem utiliza o sistema sob trilhos na região e ainda necessita tomar um ônibus para chegar em casa ou no trabalho faz uma diferença enorme.

E, de fato, não é pouco. A maioria das pessoas passa mais tempo dentro dos transportes e do trabalho do que na própria casa, o tempo de deslocamento é muito grande e, somado ao horário de trabalho, pode passar de 12 horas, por isso, embora seja uma boa notícia, ainda é preciso mais.

Itaquá vive a expectativa de ter as três estações - Manoel Feio, Itaquaquecetuba e Aracaré - reformadas, o que traria mais conforto, e o mesmo deve ocorrer com as estações que estão em Mogi - Jundiapeba, Mogi das Cruzes e Estudantes - que serão concedidas à iniciativa privada e terão as estruturas reformadas e ampliadas.

É importante reconhecer que houve mudanças desde que investimentos começaram a ser feitos. Todos os trens possuem ar-condicionado, são compostos de oito vagões e não mais seis como eram até alguns anos atrás. Outro ponto positivo foi a construção das estações Ferraz de Vasconcelos e Suzano, além do fim da baldeação em Guaianases.

Mas ainda restam as falhas, que ora ocorrem em equipamento de via, ora no próprio trem ou no sistema de alimentação aérea de energia. Isso ainda irrita os usuários, que se atrasam para chegar em casa ou no trabalho e, como é sabido, cada minuto conta para melhorar a qualidade de vida dos passageiros. Essa parte ainda precisa ser resolvida ou, ao menos, minimizada, pois o usuário ainda merece melhores condições.