Preconceito entre raças humanas

Todos os seres humanos são irmãos. O livro Genesis cita: "E Deus criou o homem do pó da terra e insuflou em suas narinas o sopro divino e o homem se tornou uma alma vivente". Todos nascem e respiram pela primeira vez. No momento que um bebê nasce e respira, a chispa divina penetra em seu corpo, tornando-a uma alma vivente.

O que diferencia seres humanos é a personalidade física, pela cultura, costumes e evolução. A personalidade é constituída pelos órgãos do sentido. Então é uma estupidez ter preconceitos, racismo, orgulhos e se sentir melhor e mais importante que os outros seres humanos. Há milhões de brancos casados com negras e vive versa.

Como bilhões de pessoas tem a mesma origem, significa que todos são irmãos. Imagine um fio elétrico esticado de uma parede na outra e ligadas nele dez lâmpadas. Todas irão acender, mas a corrente elétrica é originária do mesmo fio, assim, considerando esta análise, os seres mais conscientes devem pensar em união das raças e meditar para que se implante um núcleo de fraternidade universal, sem distinção de raça, credo, sexo, casta ou cor e encorajar para que se faça um estudo comparado entre religiões, filosofia e ciência.

Assim sendo, não há que se falar em racismo, preconceitos ou distinção das pessoas. As pessoas feia, negra, branca, vermelha, bonita, alta, baixa, gorda, magra, rica, pobre, humilde ou orgulhosa, são todas originárias da mesma fonte, independente do país ou continente onde nasceu. Quando perguntaram ao filósofo Platão o que é um amigo? Ele respondeu: "Irmão e amigo é uma só alma vivendo em dois corpos". Os seres humanos para ajudar a implantar a paz mundial devem eliminar qualquer tipo de racismo e preconceito, além de aprender a amar os animais e respeitar a natureza. Ame a si mesmo, sua família e cada ser humano. Faça uma conversão interior e transforme sua vida em amor. Agindo assim se tornará um veículo para ajudar o engrandecimento dos humanos.