Day after

Hoje é o primeiro dia do último mês de 2020. No domingo último tivemos o segundo turno das eleições e, como já era previsto, o PSL e os candidatos bolsonaristas não repetiram o desempenho apresentado em 2018. No caso do PSL, o partido não elegeu nenhum prefeito na lista das cem maiores cidades. Essas eleições devolveram ao partido a condição de nanico na política nacional.

No outro extremo, a esquerda também saiu enfraquecida. O PT perdeu em Vitória e Recife e pela primeira vez fica sem prefeito em capitais. Mesmo sendo o partido com o maior número de candidatos no segundo turno (79 no total), o PT só venceu em quatro cidades: Contagem e Juiz de Fora em Minas e Mauá e Diadema em São Paulo.

Ainda no campo da esquerda, o PDT ganhou em duas capitais, assim como o PSB, enquanto o Psol ganhou uma. Já os partidos de centro-direita foram os maiores vitoriosos. MDB (5), PSDB (4) e DEM (4) vão governar metade das capitais, o que aumenta o poder político desses partidos e torna Bolsonaro mais dependente deles.

No caso do Psol, o partido teve uma derrota vitoriosa em São Paulo com a chegada ao segundo turno, despachando Marcio França e Russomanno. O partido obteve mais de 40% dos votos válidos, o que é muito significativo e fortalece condição de liderança na esquerda de Guilherme Boulos. É claro que ainda teremos um longo caminho até as eleições de 2022. E muita coisa pode acontecer.

No caso de Mogi, essa eleição marcou o fim de um longo período sem termos segundo turno e sempre com a vitória dos candidatos lançados pelos prefeitos ao final de seu segundo mandato. Marcus Melo foi para o segundo turno com uma votação maior do que o seu principal adversário, Caio Cunha, mas o prefeito não conseguiu ampliar a votação recebida no primeiro turno e foi derrotado.

Caio Cunha tem um imenso desafio pela frente. Boa parte dos votos recebidos por ele foram votos pela mudança. Ele assume a prefeitura no próximo mês sem ainda ter uma base de apoio na Câmara e com a perspectiva de agravamento da crise.

Espero que ele tenha sensatez e equilíbrio para conduzir nossa cidade. Boa sorte prefeito.