OAB vai ao Supremo por compra de vacinas da Covid-19 com registro no exterior

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) entrou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) ontem, apontando omissão do governo Jair Bolsonaro em razão da demora em fornecer um plano definitivo de imunização e garantir o efetivo acesso da população à vacina contra a Covid-19. A OAB fez diferentes pedidos à Corte, entre eles o de permissão para aquisição e fornecimento de vacinas que já possuam registro em "renomadas agências de regulação no exterior, independente de registro na Anvisa".