Chuva deixa 7 mortos e desabrigados em SC

Chuvas intensas que atingiram o Estado de Santa Catarina na madrugada de ontem, deixaram um saldo de sete pessoas mortas, milhares de desabrigados e destruição em 20 cidades. Seis pessoas morreram em Presidente Getúlio, no Alto Vale do Itajaí, a cidade mais atingida. Outra morte foi registrada em Ibirama. O número de feridos e de desabrigados ainda não foi contabilizado.

Com a cidade arrasada pelo temporal, a prefeitura de Presidente Getúlio decretou estado de calamidade pública. Conforme o Corpo de Bombeiros, a cidade de 16 mil habitantes recebeu 125 milímetros de chuva em apenas seis horas. Casas, árvores e carros foram arrastados pela força da enxurrada

Equipes dos bombeiros, da Defesa Civil, da Polícia Militar e da prefeitura foram mobilizadas para resgatar pessoas nas áreas alagadas e sob os escombros. Em seguida, teve início a difícil retirada dos corpos de vítimas sob os muros que caíram ou que foram carregadas pela água.

O prefeito Nelson Virtuoso (MDB) comparou a um cenário de guerra "As ruas viraram rios e a força da água foi arrastando casas, muros, árvores e carros. Foi como um tsunami, levando casas inteiras com os moradores dentro. O prejuízo é imenso para todos", disse.

As cidades de Rio do Sul, Apiúna e Ibirama também foram severamente castigadas.

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), determinou o deslocamento de helicópteros para apoiar o trabalho dos bombeiros. Cães farejadores estão sendo usados na tentativa de localizar possíveis vítimas em Presidente Getúlio. "O momento é de solidariedade com todas as vítimas. Estamos trabalhando desde as primeiras horas e nossas equipes estão no local para levar auxílios para aqueles que foram atingidos", disse. Segundo ele, o momento ainda é de cautela pois há previsão de novos temporais "É importante que a população se mantenha atenta aos alertas da Defesa Civil", disse.