Governo de SP abrirá escolas até com alta de infecções de Covid

O governador João Doria (PSDB) anunciou ontem que as escolas públicas e particulares poderão continuar abertas mesmo se o Estado estiver na pior fase da pandemia. Dessa forma, mesmo que a situação da transmissão do coronavírus e de hospitalizações fique mais grave em fevereiro, no retorno das férias, as escolas poderiam voltar com 35% dos alunos presencialmente.

A autorização será para que as escolas possam dar aulas regulares e não apenas atividades extracurriculares, como foi permitido até agora.

Na fase vermelha, apenas os serviços essenciais poderiam funcionar até então, como supermercados e farmácias. Com a mudança, o governo segue o que fizeram países europeus durante a segunda onda da pandemia. França, Alemanha, Reino Unido e Portugal, por exemplo, fecharam bares, restaurantes e parte do comércio, mas permitiram que as escolas continuassem funcionando Nova York também reabriu poucos dias depois de fechá-las no mês passado, após forte pressão de cientistas e de pais.

O governo agora vai permitir que 100% das crianças voltem Squando o Estado estiver na fase verde, 70% na fase amarela e 35% nas fases laranja e vermelha. (E.C.)