Programa estadual promete ajudar motoboys de Mogi

O programa Motofretista Seguro, de iniciativa do governo do Estado de São Paulo, tem 14 motoboys mogianos cadastrados para aproveitar a facilidade em regularizar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), comprar itens de segurança do trânsito, ter acesso às linhas especiais de créditos e realizar cursos de capacitação, que são focados na atualização dos conhecimentos profissionais com oportunidades de práticas de aperfeiçoamento.

O auxílio na obtenção de linhas especiais de crédito é utilizado para a troca de veículo ou compra de novos equipamentos de segurança. Os condutores que já estão com a CNH regularizada, podem ter acesso a linhas de crédito especiais junto ao Banco do Povo Paulista (BPP) para aquisição de motos
(R$ 8,1 mil) e equipamentos (R$ 3 mil), além de condições diferenciadas de financiamentos com empresas parceiras do programa.

Para os motofretistas que tiverem interesse no cadastro do programa, basta acessar o link https://www.motofretistaseguro.sp.gov.br/, informar todos os dados solicitados e concluir o cadastro. É necessário ter a idade mínima de 21 anos, exercer atividade remunerada (não especificada) e possuir uma CNH.

Segundo informações do Departamento Estadual de Trânsito do Estado de São Paulo, em Suzano há quatro motofretistas cadastrados no programa, além de nove em Itaquaquecetuba, e dois em Ferraz de Vasconcelos. No município de Poá não há registros de profissionais cadastrados no projeto.