Entrega da Maternidade será antecipada para 2021

Durante o anúncio da permanência do médico Henrique Naufel como secretário municipal de Saúde na gestão do prefeito eleito Caio Cunha (Pode) uma das notícias mais importantes para a cidade quase que passou despercebida dentre os presentes.

A Maternidade Municipal de Mogi das Cruzes, um dos principais equipamentos em construção atualmente no município, terá sua data de inauguração antecipada, alterando a programação inicial que previa a inauguração em 2022 para o próximo ano.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, 65% das obras já foram concluídas no local, sendo que atualmente é realizada a execução das alvenarias, instalação de batentes, instalações elétrica e hidráulica, do ar condicionado, reboco interno e externo, pinturas e revestimento de fachada.

A informação foi passada pelo personagem mais importante daquela reunião, o secretário Henrique Naufel. Ontem, o titular da Pasta confirmou que a finalização das obras devem ficar para o segundo semestre de 2021.

"A entrega vai ser adiantada. Aqui (se referindo à Maternidade Municipal) estão muito adiantados os trabalhos. Durante o ano o prefeito (Marcus Melo) quebrou o cofrinho de todas as secretarias e disse 'vamos fazer a Maternidade porque é importante para a cidade", relembrou o atual e futuro chefe da Saúde em Mogi.

Tamanha é a intensidade com que os trabalhos são desenvolvidos no local que o novo equipamento de saúde, com capacidade para 500 partos por mês, já recebeu seu nome: Maternidade Municipal de Mogi das Cruzes Prefeito Manoel Bezerra de Melo. A homenagem foi confirmada na Câmara Municipal após boatos sobre quem daria nome ao equipamento. 

A futura Maternidade, que começou a ser construída em novembro do ano passado, terá cerca de 8 mil metros quadrados distribuídos em sete pavimentos (do subsolo ao quinto andar). Estarão disponíveis 89 vagas, das quais 54 leitos para mulheres, além de dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal, dez leitos de cuidados intermediários e UTI Adulto, dentre outros espaços especializados.

A unidade está sendo construída na rua Francisco Affonso de Melo, 550, ao lado do Hospital Municipal, em Braz Cubas.

A empresa vencedora da licitação para executar um orçamento de R$ 35,1 milhões previsto para a obra foi o Consórcio CDG/Sahliah. A concorrência entre as empresas fez o custo da obra baixar em quase R$ 15 milhões diante do valor inicialmente estimado de R$ 50 milhões.

Atualmente, Mogi conta apenas com a Santa Casa para a realização de partos pelo sistema público e a unidade enfrenta constantes momentos de superlotação. Os problemas levaram à mobilização da Prefeitura que, em julho de 2018, conseguiu a doação da área de 3 mil metros quadrados onde funcionou o antigo Fórum Distrital de Braz Cubas.

CIAS

Em contrapartida, a entrega do Complexo Integrado de Atenção à Saúde (Cias) foi prorrogada, como já informado em novembro pelo Grupo Mogi News. A pandemia do novo coronavírus e as adequações técnicas necessárias na construção do equipamento adiaram a entrega da unidade. A previsão inicial era até o final deste ano, mas a nova estimativa é para o dia 4 de abril do próximo ano. (F.A.)

Deixe uma resposta

Comentários