Novo contrato ficará a cargo de Cunha, afirma secretária

Após ser criticada pelo prefeito eleito Caio Cunha (Pode) por estar dificultando o processo de transição em sua área, a secretária municipal de Educação, Juliana Guedes, disse que a subvenção anual com as creches é dividida em 12 parcelas, de fevereiro a janeiro do ano seguinte, e que o novo termo para repasse da subvenção ocorre já na nova gestão, quando também será repassada a primeira parcela do termo referente a 2021. Segundo ela, a última parcela do termo em vigor será repassada em janeiro.

"Durante a reunião de transição, expliquei que vou adiantar todo procedimento para o pedido de subvenção das creches para o ano de 2021 e que já iniciei a juntada de documentos necessários", disse.

Durante coletiva para anunciar mudanças para sua gestão, na última quinta-feira, o prefeito eleito criticou a postura da secretária Juliana em não assinar o contrato com as creches subvencionadas, dificultando o processo de transição entre os governos.

O vereador também criticou a interferência do atual prefeito Marcus Melo (PSDB) na articulação para escolha do novo presidente da Câmara Municipal, que ocorre em 1º de janeiro, e a confusão criada com a associação beneficente Abomoras, que por conta de um contrato também não assinado, passa por dificuldades com o risco de fechar as portas.

A Secretaria de Assistência Social afirmou que o convênio com a associação beneficente que terminaria em 31 de dezembro deste ano será prorrogado por mais três meses - janeiro, fevereiro e março de 2021. Isso significa que caberá a Cunha, logo no primeiro semestre de sua gestão, decidir sob o tema.

"A gente espera de verdade que a mesma cordialidade que iniciou-se com a ligação do prefeito Melo falando sobre fazer uma transição tranquila, de fato aconteça até o fim", disse Cunha na oportunidade. "Infelizmente temos questões que a gente espera reverter em termos de atitudes do governo atual para que a cidade não seja prejudicada", completou o prefeito eleito. (F.A.)

Deixe uma resposta

Comentários