Número de servidores públicos aumenta quase 5% em Mogi

A mais recente Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), apontou que a quantidade de funcionários públicos na administração direta cresceu em 4,8% de 2018 para 2019 em Mogi das Cruzes. Isso porque, os registros em cargos públicos subiram de 5.667 para 5.941 de um ano para o outro. Questionada, a Prefeitura não informou o que teria ocorrido para que 274 cargos públicos fossem criados durante o período analisado pelo IBGE.

Juntas, Mogi, Itaquaquecetuba, Suzano, Ferraz de Vasconcelos e Poá, saíram dos 21.665 cargos públicos de 2018 sofreram uma elevação de 0,7%, quando chegaram a 21.821 no ano seguinte.

Somente em Suzano, existiram 4.964 cargos públicos no ano de 2018, número que aumentou para 5.071 em 2019. De acordo com a Prefeitura suzanense, a variação de 2,1% ocorreu em virtude da retomada do Programa de Frente de Trabalho pela gestão municipal nos últimos anos.

O programa é desenvolvido pela Prefeitura e hoje conta com 149 bolsistas, que atuam junto aos órgãos da Administração Municipal em atividades relacionadas à limpeza pública, à conservação de áreas verdes e praças, à manutenção dos próprios públicos municipais, e à limpeza e manutenção nas vias públicas.

"Nós reforçamos que atendemos integralmente à legislação vigente sobre gastos e ocupação de cargos de servidores públicos municipais", acrescentou a Administração de Suzano.

Em Itaquá, a quantidade de funcionários públicos passou de 5.403 para 5.228 de 2018 para 2019. Percentualmente, o declínio representa uma queda de 3,2% de ocupações em cargos públicos da administração direta.

No município de Ferraz, o número subiu de 2.909, em 2018, para 2.914 em 2019, 0,17% a mais, segundo os números contabilizados e divulgados pelo IBGE. Por fim, em Poá houve uma queda de 2%, já que a cidade passou de 2.722 cargos públicos em 2018 para 2.667 no ano passado.

O Munic

De acordo com o IBGE, a pesquisa fornece informações variadas sobre a gestão pública municipal, incluindo a legislação e os instrumentos de planejamento existentes nessa esfera da administração. A periodicidade da pesquisa é anual e sua abrangência geográfica é nacional, com resultados divulgados para todo o país, Grandes Regiões, Unidades da Federação e municípios. Dois distritos brasileiros, cabe destacar, são tratados na Munic como municípios: o Distrito Federal, onde tem sede o governo federal, e o Distrito Estadual de Fernando de Noronha, arquipélago localizado no Estado de Pernambuco.