Novas lombadas eletrônicas passam por fase de testes

Equipamentos ainda 
dependem de aferição
Equipamentos ainda dependem de aferição - FOTO: Mogi News/Arquivo
As lombadas eletrônicas localizadas na avenida Lourenço de Souza Franco (próximo à divisa com Suzano), na avenida Guilherme George e na rodovia Mogi-Dutra, em Mogi das Cruzes, estão em fase mais avançada de implantação, já no período de testes. É importante destacar que, mesmo funcionando em alguns períodos, estes equipamentos não estão emitindo autuações.

As outras lombadas eletrônicas e os radares fixos já têm os serviços de implantação de estrutura física finalizadas e aguardam a entrega dos equipamentos eletrônicos pela empresa fornecedora. De acordo com a Prefeitura de Mogi, a previsão para a instalação destes equipamentos é janeiro próximo.

A partir da chegada, o consórcio poderá realizar o procedimento de instalação destes aparelhos e, após finalizado, solicitará a aferição. Nesta primeira etapa, serão seis barreiras eletrônicas, sete radares fixos, um equipamento de fiscalização de avanço de semáforo e um equipamento de fiscalização de restrições de caminhão, além de um radar estático (popularmente conhecido como móvel), que revezará entre 11 pontos de fiscalização.

O processo faz parte da nova implantação dos medidores de velocidade, pois o contrato com a antiga empresa venceu há mais de quatro meses, mesmo período em que Mogi está sem os radares municipais.

"A alteração do prazo inicial para a implantação e a instalação dos equipamentos de fiscalização eletrônica, antes previstos para o mês passado, aconteceu devido à dificuldade do consórcio responsável pelas implantações em receber os equipamentos necessários dos fornecedores, devido à pandemia da Covid-19", disse a Secretaria de Transportes. Esta situação prejudicou o processo de produção dos aparelhos.

É importante relembrar que, após a instalação, deverá ser feita a aferição dos equipamentos por órgão técnico especializado. Os medidores de velocidade somente começarão a operar após terem sido aprovados na aferição e posterior determinação da Secretaria Municipal de Transportes.

Deixe uma resposta

Comentários