Romu inicia patrulha dando apoio à Operação Papai Noel

A Ronda Ostensiva Municipal Urbana (Romu) começará a patrulhar as ruas de Mogi das Cruzes a partir de hoje. A Guarda Civil Municipal (GCM) recebeu ontem os quatro veículos que integram o novo grupamento da corporação. De acordo com a Secretaria Municipal de Segurança, os veículos estarão dando apoio à Operação Papai Noel e, nos finais de semana, deverão atuar na supressão de aglomerações em festas irregulares.

Os veículos são do modelo GM Trailblazer adaptados e equipados para realizar este trabalho de segurança. O investimento da Prefeitura para a aquisição das unidades foi de R$ 840 mil. Hoje mesmo a Romu deverá iniciar suas atividades na cidade para proporcionar segurança aos mogianos na região comercial durante o período de compras de final de ano.

Na cerimônia de entrega dos veículos, promovida ontem de manhã na Prefeitura, o prefeito Marcus Melo (PSDB) comemorou a aquisição. "Estou muito feliz de dar mais um passo com a segurança de Mogi das Cruzes. Este é mais um sonho que se realiza para a Guarda Municipal. Os veículos dão mais força e presença à Guarda, com equipamentos adequados que permitirão ao cidadão ter o sentimento de uma cidade mais segura", afirmou.

Também ontem, o delegado da Polícia Civil, André Ikari, indicado pelo prefeito eleito Caio Cunha (Pode) para chefiar a Pasta de Segurança Pública, disse que, provavelmente, mudará o comando da GCM. Thais Nascimento, a primeira mulher a comandar a corporação em Mogi, está no cargo desde 2017.

O atual secretário de Segurança, Paulo Roberto Madureira Sales, explicou que a Romu terá um papel importante já nesta semana. "Além do apoio que a Romu prestará para a Operação Papai Noel, nos próximos finais de semana os agentes do novo grupamento estarão atuando com intensidade nas áreas onde estamos registrando pancadões, festas ilegais e eventos em geral que têm desrespeitado as medidas de isolamento e perturbado a população com som alto", garantiu Sales.

Com a remessa de ontem, a Prefeitura de Mogi chega a 39 viaturas entregues para a Guarda Municipal desde 2017, entre automóveis e motocicletas. Segundo o secretário, o maior diferencial da Romu está na forma de patrulha que o grupamento deverá exercer, proporcionado pelo treinamento de agentes selecionados. 

"A Romu será composta por um grupo de guardas municipais que foram treinados com armamento pesado, como armas de calibre 12 e bombas de efeito moral. O preparo também inclui o necessário para atuar em ocorrências de grandes repercussões, como controle de distúrbios e emergências de grandes dimensões. As viaturas também são adaptadas e especializadas para um tipo de patrulhamento semelhante ao que a Força Tática da Polícia Militar e Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) realizam", completou Sales.

Para atuar na Romu, foram preparados 25 profissionais por meio de uma seleção interna da GCM. Os selecionados realizaram um curso técnico de capacitação com treinamento para uso de viaturas e armamento pesado, abordagem em áreas com reféns e gerenciamento de crise.

* Texto supervisionado pelo editor.

Deixe uma resposta

Comentários