Prefeitura de Suzano promove balanço da Educação em 2020

A Secretaria de Educação de Suzano divulgou ontem à tarde o balanço de ações desempenhadas em 2020, sobretudo no período de isolamento social em razão da pandemia de coronavírus (Covid-19). Para dar continuidade ao ano letivo, e não prejudicar os estudos dos mais de 26,4 mil alunos matriculados nas escolas municipais, os professores da rede tiveram que se reinventar e se adaptar ao ensino a distância.

Em abril, a Pasta desenvolveu e inaugurou a "Plataforma do Saber", uma ferramenta educacional em ambiente digital. Pelo portal, os estudantes puderam acompanhar aulas, assistir vídeos e realizar atividades completamente online. Já os alunos sem acesso à internet obtiveram o mesmo material adaptado para o meio impresso.

Além disso, 11,4 mil crianças do Ensino Fundamental receberam materiais do programa Ler e Escrever e da série Educação Matemática nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (Emai), em parceria com o governo do Estado de São Paulo. Já 14,3 mil alunos da Educação Infantil obtiveram livros didáticos da Fundação Itaú Social, enquanto 348 estudantes do programa Educação para Jovens e Adultos (EJA) trabalharam com o caderno de atividades Trilhas de Aprendizagem, oferecido pela Prefeitura de São Paulo.

A Secretaria de Educação também deu continuidade ao fornecimento de merendas. Entre março e dezembro, cerca de 42,2 mil kits de alimentação foram entregues às crianças em situação de vulnerabilidade ou cadastradas nos programas de assistência do governo federal, como o Bolsa Família. Em setembro, a Pasta deu início à doação de kits de hortifrúti, com 24,5 mil unidades entregues até o momento.

Educação Especial

O setor de Atendimento Educacional Especializado (AEE) também passou por mudanças. Em média, 300 crianças com deficiência da rede municipal tiveram de se adequar às inovações da Pasta. Além do acesso à plataforma digital, os educandos tiveram o conteúdo impresso adaptado conforme as necessidades de cada um.

A Escola Municipal Damásio Ferreira dos Santos, por exemplo, é referência regional em educação especial e disponibilizou notebook e pen-drive com aulas gravadas quinzenalmente para todas as crianças com surdez matriculadas na unidade.

Apesar das dificuldades enfrentadas no setor neste ano, Suzano ganhou mais duas unidades de ensino. Trata-se da escola municipal Professora Vera Lúcia Miranda, no Jardim Quaresmeira, e da escola Zaira Assen Torrano, no Jardim Nova América, ambas voltadas à educação infantil.

Inaugurada no começo de fevereiro, a unidade do Jardim Quaresmeira presta atendimento para 300 alunos de 4 e 5 anos de idade (G4 e G5), nos períodos manhã e tarde, e conta com seis salas, conforme o modelo estabelecido pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Já a creche-escola do Jardim Nova América tem a previsão de atender, depois da quarentena, até 150 crianças de 0 a 3 anos em período integral, ou o dobro de vagas no atendimento parcial, de acordo com a demanda local.