União de forças

Assim como em outros momentos durante o enfrentamento da pandemia da Covid-19, o Alto Tietê começa a esboçar um trabalho em conjunto para vencer mais uma etapa no combate ao coronavírus: a vacinação da população.

Na última quinta-feira, prefeitos e secretários de Saúde, das atuais e das novas gestões, participaram de uma reunião promovida pelo Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) com o objetivo de discutir estratégias de enfrentamento da pandemia e para a campanha de vacinação, prevista para começar em janeiro.

Além da reorganização da rede de atendimento aos infectados, principalmente com ampliação de leitos de UTI, foi sugerido um plano regional para imunização dos grupos prioritários. As primeiras propostas construídas são da vacinação em sistema drive-thru, em horários pré-definidos, reforço na segurança e cooperação entre os municípios para armazenamento das vacinas. O consórcio também já deu início ao processo de registro de preços para, se necessário, fazer a compra coletiva de insumos, como agulhas, seringas e câmaras frias.

Ao Estado foi solicitado o quantitativo da população prioritária a ser imunizada na região, assim como a garantia do envio de vacinas em quantidade suficiente para não ter interrupções. Foi deliberado um plano regional para a imunização dos grupos prioritários. Como o Plano Nacional de Vacinação apresentado anteontem pelo Ministério da Saúde não traz cronograma de etapas, o Alto Tietê faz seu planejamento baseado na escala estadual.

No final de seu mandato, o presidente do Condemat e prefeito de Guararema, Adriano Leite (PL), ressaltou que o consórcio vai manter o "propósito da cooperação", de criar uma atuação regional para o enfrentamento da pandemia. O Condemat continua sendo o elo entre as cidades, fazendo papel ainda não visto em âmbito nacional, com o distanciamento entre o governo federal e alguns Estados, como São Paulo.

O consórcio e sua atuação na união entre os municípios precisam ser valorizados. A união de forças das prefeituras da região certamente será fundamental para que a imunização seja ordenada e atinja todas as camadas da população.

Deixe uma resposta

Comentários