Guarda Municipal começará a atuar com pistolas e calibre 12

O prefeito Marcus Melo (PSDB) entregou na tarde de ontem o armamento da Guarda Municipal e as posses de arma para os guardas municipais de Mogi das Cruzes. A cerimônia aconteceu no Polo Municipal de Segurança, em Jundiapeba. Com isso, a corporação passa a atuar armada nos trabalhos de segurança da população.

Ao todo, 136 guardas municipais foram aprovados em todos os testes e treinamentos e estão aptos para atuar com as armas. O porte é emitido pela Polícia Federal. Os guardas armados atuarão nas mais diversas ações da corporação, entre eles os novos grupamentos criados desde 2017.

Durante a cerimônia, Marcus Melo também fez a entrega oficial à corporação das armas que serão utilizadas pela Guarda Municipal. A Prefeitura conta com 72 armas, sendo 60 pistolas doadas pelas Polícia Civil e 10 armas calibre 12, adquiridas pela administração municipal. "A área da segurança é uma demanda da população e o armamento da Guarda Municipal é um compromisso que eu assumi. Hoje, temos uma corporação preparada, com viaturas adequadas, coletes, bases, câmeras de monitoramento e toda estrutura", afirmou Marcus Melo.

O vice-prefeito Juliano Abe, o secretário municipal de Segurança, Paulo Roberto Madureira Sales, a comandante da Guarda Municipal, Thais Nascimento, e o vereador José Francimário Vieira de Macedo, o Farofa, também participaram da entrega.

O trabalho para a armar a GCM foi iniciado no final de 2016. Durante estes últimos quatro anos, o procedimento tramitou por vários setores do Governo Federal, como o Ministério do Exército e a Polícia Federal. Enquanto isso, a Prefeitura desenvolveu todo o processo preparatório obrigatório para o armamento com as avaliações psicológica, teórica e prática, além das estruturas organizacionais da corporação e física.

Investimentos

Na última semana, foi iniciado o trabalho da Ronda Ostensiva Municipal Urbana (Romu), grupamento que funcionará como uma espécie de Força Tática da Guarda Municipal. Para isso, foram entregues quatro viaturas adaptadas e equipadas para realizar este trabalho. O investimento para a aquisição dos veículos foi de R$ 840 mil.

Desde 2017, também foram criadas a Patrulha Maria da Penha, que acompanha e faz atendimentos a mulheres vítimas de violência, a Patrulha Rural, que atua nas regiões mais afastadas do município, e a Ronda Escolar, que trabalha na seguranças das escolas municipais. Também foram implantadas 75 novas câmeras de monitoramento, totalizando 128. Além disso, 80 novos guardas municipais foram contratados.

O Polo Municipal de Segurança, em Jundiapeba, também foi entregue e cinco novas bases para a GCM, localizadas no Terminal Central, Terminal Estudantes, Parque da Cidade, Parque Centenário e Praça Oswaldo Cruz. A Prefeitura também está assumindo as antigas bases da Polícia Militar em Braz Cubas, Jardim Universo, Rodeio e Mogi Moderno.

O Centro de Operações e Planejamento Integrado - Central de Inteligência, no bairro do Socorro está em construção. O investimento , que deve reunir as estruturas da Secretaria de Segurança e uma nova Central de Monitoramento, é de
R$ 3.979.221,35.