Em novembro, região contrata 10.256 pessoas e demite 6.955

A quantidade de pessoas recolocadas no mercado de trabalho em todo o mês de novembro, nas cidades de Mogi das Cruzes, Suzano, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba e Poá, foi superior às demissões que ocorreram no mesmo mês. De acordo com levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), foram 10.256 contratações e 6.955 desligamentos nos cinco municípios mais populosos da região, resultando em um saldo positivo de 3.301.

Itaquá fechou o período com um saldo positivo de 1.584, sendo que na cidade foram contratadas 2.917 pessoas e outras 1.333 foram desligadas de seus respectivos empregos. Para o setor industrial, 556 munícipes receberam novas contratações, além de 822 para a área de serviços, 822 para a área comercial e outras 117 para a construção.

Em Mogi, a cidade com a maior população entre as demais, o saldo positivo foi de 1.262 para o mês passado. Ainda de acordo com os números do Caged, houve 3.908 admissões e 2.646 demissões no município. Novamente, assim como em Itaquá, o setor de serviços foi o que mais contratou, totalizando 2.203 novos funcionários. Para o comércio foram admitidas 997 pessoas, 298 para a construção e outras 408 para a indústria. Dois funcionários foram contratados para cargos em agropecuária.

Pouco abaixo do saldo positivo de Mogi está o de Suzano, que atingiu os 853 no mês passado. O resultado ocorreu quando 2.655 suzanenses foram admitidos e 1.802 demitidos. Das contratações, 1.848 foram para o setor de serviços, 535 para o comércio, 86 para a construção e 186 para a indústria.

Já na cidade de Ferraz, o saldo também foi positivo de 18 trabalhadores, já que enquanto 436 foram contratados, 418 foram desligados de seus postos de trabalho. Na cidade, 207 moradores conquistaram vagas no setor industrial, sendo que outros 152 ingressaram no comércio e 55 em serviços. Além disso, 22 foram admitidos na área da construção. Por fim, em Poá, o saldo positivo foi de 184, pois houve 756 desligamentos e 940 admissões.

Segundo o Caged, 542 foram contratados para cargos de serviços, 164 para a indústria e 60 para a construção. Fechando o total de contratações, 174 trabalhadores tiveram suas carteiras assinadas no setor comercial.

Deixe uma resposta

Comentários