Projeto recicla 35,8 toneladas de materiais

O Projeto Geração, criado pelo Grupo Marbor para dar destino correto ao lixo e conscientizar as pessoas sobre a importância da reciclagem, continua tirando das ruas centenas de quilos de materiais, que são encaminhados para cooperativas. Na edição 2020, a ação arrecadou 35,8 toneladas, entre os meses de janeiro e novembro, e duas entidades assistenciais de Mogi das Cruzes foram beneficiadas com a renda gerada pela ação: Associação Social para Educação e Tratamento dos Excepcionais (Asete) e Instituto Maria, Mãe do Divino Amor.

São latas, embalagens plásticas, ferro, vidro e outros materiais que iriam para o lixo comum, mas que agora estão se transformando em outros objetos, gerando emprego e renda, além de redução da poluição ao meio ambiente.

O projeto começou em 2014, depois de a Diretoria do Grupo Marbor aprovar a sugestão de um colaborador de criar uma coleta seletiva interna. A ação, que inicialmente era só ambiental, passou a ser também de responsabilidade social, pois a renda gerada com a venda dos materiais virou doação para instituições escolhidas pelos próprios colaboradores da empresa, que são voluntários no projeto.

Logo no primeiro ano, o Geração acabou proporcionando outros benefícios que não estavam previstos em sua criação, como o fortalecimento do espírito de equipe e a mudança de comportamento em relação ao meio ambiente, tanto na empresa quanto nas casas dos funcionários, que acabaram envolvendo as famílias, os amigos e os vizinhos. "Os filhos começaram a levar a ideia para a escola e para outros círculos de convivência. Isso é muito relevante, porque as crianças são agentes de transformação na preservação dos recursos naturais. É uma semente plantada para o futuro", avalia Tatiana Borenstein, diretora-administrativa do Grupo Marbor.

Hoje, o Geração já tirou mais de 76,5 toneladas de lixo das ruas, já foi tema de aula de EAD da Universidade Braz Cubas/Cruzeiro do Sul e ganhou empresas parceiras.