Posse será amanhã, com restrições

Cunha terá a missão de comandar a cidade até 2024
Cunha terá a missão de comandar a cidade até 2024 - FOTO: Divulgação
O prefeito eleito Caio Cunha (Pode) toma posse do cargo amanhã, na Câmara Municipal, em cerimônia reduzida, por conta da pandemia de Covid-19. Ao contrário do que ocorre tradicionalmente a cada quatro anos, quando o evento conta com a presença de familiares, amigos, representantes da sociedade civil organizada e cidadãos, a solenidade de posse desta vez contará apenas com a presença do prefeito, da vice - Priscila Yamagami (Pode) - e dos 23 vereadores da próxima legislatura.

A cerimônia será às 15 horas, no plenário da Câmara e contará com o auxílio de cinco funcionários do Legislativo - dois da copa, um do som, um de vigilância, um de fotografia - e o cinegrafista da TV Câmara.

Logo após a solenidade para a posse de Cunha, a Câmara realiza sua primeira sessão do ano, na qual o ponto central é a escolha do presidente da Casa para 2021. Nesta semana, PL e PSDB anunciaram apoio ao vereador Otto Rezende (PSD), o que praticamente o coloca como principal nome para assumir o Legislativo. As bancadas, que contam com quatro vereadores cada, haviam se lançado como principais pretendentes ao cargo, entretanto, com a manutenção do mandato do presidente por apenas um ano (e não para o biênio como chegou a ser proposto), os partidos decidiram apoiar o parlamentar do PSD.

Conforme previsto no Regimento Interno da Casa, as sessões de instalação e de eleição da Mesa serão presididas pelo parlamentar mais votado nas eleições de 15 de novembro. Na oportunidade, a responsabilidade ficará com o vereador eleito Marcelo Porfirio da Silva (PSDB), o Marcelo Braz do Sacolão.

Com o anúncio de mais três secretários na última terça-feira, Cunha começará seu mandato restando apenas a divulgação dos nomes da Secretaria de Esporte e das duas Pastas que serão criadas pelo prefeito eleito: Sustentabilidade e Inovação (que englobará boa parte das funções da atual Secretaria de Verde e Meio Ambiente, que será extinta) e a de Transparência e Participação. Desde o início, o futuro chefe do Executivo já dizia que sua intenção era anunciar os secretários responsáveis pelas novas Pastas apenas após a sua criação, que ocorre por meio de projetos de lei aprovados na Câmara.

Alto Tietê

A solenidade de posse também ocorre amanhã nos outros municípios do Alto Tietê. Na região, apenas dois prefeitos se reelegeram: Vanderlon Oliveira Gomes (PL), em Salesópolis, e Rodrigo Ashiuchi (PL), em Suzano.

Assumem o posto de prefeito pelos próximos quatro anos, além de Caio Cunha em Mogi, Luís Camargo (PSD), em Arujá; Carlos Alberto Taino Junior (PL), o Inho, em Biritiba Mirim; Priscila Gambale (PSD), em Ferraz de Vasconcelos; José Luiz Eroles Freire (PL), em Guararema; Eduardo Boigues (PP), em Itaquaquecetuba; Marcia Bin (PSDB), em Poá; e Carlos Chinchilla (PSL), em Santa Isabel. (F.A.)

Deixe uma resposta

Comentários