Dezembro tem maior índice de mortes desde setembro

Aumento do número de mortes obrigou o retorno das medidas de isolamento
Aumento do número de mortes obrigou o retorno das medidas de isolamento - FOTO: Divulgação
Dados da Secretaria Municipal de Saúde de Mogi das Cruzes apontam que o mês de dezembro já registrou a maior quantidade de mortes em decorrência da Covid-19 na cidade desde agosto.

Após índices menores em setembro, outubro e novembro, foram confirmadas 68 mortes pelo novo coronavírus no último mês do ano, sendo que outubro e novembro registraram 43 óbitos cada e setembro, 55 mortes. Agosto foi o mês com o maior registro de mortes por Covid-19 em Mogi, com 80 ocorrências.

Os números relacionados à pandemia - como mortes e novos casos - começaram a diminuir em setembro e parte da população se sentiu mais confiante para abandonar as medidas que foram adotadas desde o início da quarentena, como o distanciamento social. O reflexo desse relaxamento começa a ser sentido gora, em dezembro, quando a quantidade de mortes subiu consideravelmente.

A situação registrada em Mogi também reflete dados em nível nacional. Em dezembro, o Brasil registrou o maior número mensal de mortes por Covid-19 desde setembro, com 18.570 óbitos pela doença. O número é maior que os vistos em outubro (16.016 mortes) e em novembro (13.263), e só não supera o de setembro (22.371).

No Alto Tietê, o mesmo cenário. Nas dez cidades da região, foram confirmadas 156 mortes pelo novo coronavírus no último mês do ano, após serem registrados índices menores em outubro (124 mortes) e novembro (87). Com 20 vítimas da Covid-19 no último mês do ano em Suzano, por exemplo, foram registradas mais mortes em dezembro que outubro (15) e novembro (cinco), sendo superado apenas por setembro, quando 32 pessoas morreram pela Covid-19.

Fase vermelha

Após figurar como uma das poucas cidades paulistas a não decretar o fechamento do comércio não essencial durante o Natal, a Prefeitura de Mogi das Cruzes, por meio do Comitê Gestor de Retomada Gradativa, decretou a fase vermelha do Plano São Paulo de controle à pandemia da Covid-19 nos dias 1º, 2 e 3 de janeiro de 2021, assim como os outros municípios do Alto Tietê.

Anunciada no início da semana passada pelo governo do Estado, a fase vermelha entrou em vigor durante os dias 25, 26 e 27 de dezembro com o objetivo de frear o avanço no número de casos de Covid-19 e impedir aglomerações durante as festas de final de ano. A medida deveria fechar as portas do comércio em geral em todo o Estado, permitindo apenas que os estabelecimentos considerados essenciais funcionassem. Com exceção de Mogi, todas as cidades a região estiveram na fase vermelha no Natal e estarão novamente no Ano Novo.

TABELA MESES

Mês Quantidade de vítimas

Agosto 80

Setembro 55

Outubro 43

Novembro 43

Dezembro 68*

Fonte Secretaria Municipal de Saúde

*dados até 29/12

Deixe uma resposta

Comentários