Raí aceita convite e segue como diretor-executivo

O diretor-executivo de futebol do São Paulo, Raí, aceitou o convite do presidente eleito Julio Casares e vai continuar no cargo até o fim da temporada, em fevereiro. A reunião que definiu a permanência foi realizada na tarde de ontem. Casares comemorou o acerto.

"É com muita alegria que anuncio a sequência de Raí no São Paulo até o fim do Brasileiro. Já acertamos também a contratação de Muricy Ramalho. Tínhamos conversado com o técnico Fernando Diniz e dado a estabilidade necessária para ele e sua comissão técnica, que vão ganhar ainda mais respaldo com a chegada de Muricy. Assim, teremos segurança e confiabilidade para darmos o pontapé inicial em uma gestão que trabalhará com afinco para colocar o clube onde merece", afirmou o futuro presidente.

Casares foi eleito no sábado passado e vai assumir a presidência do São Paulo em 1º de janeiro, mas já tem realizado reuniões sobre o clube. Muricy Ramalho será o coordenador de futebol. Além disso, Kaká deve assumir cargo não remunerado no Comitê Avançado de Futebol.

Por outro lado, o ex-zagueiro Lugano deve deixar o cargo de diretor de relações institucionais. O gerente de futebol Alexandre Pássaro também não deve permanecer na diretoria. Mas a saída deles ainda não oficializada. O presidente eleito tem conversas adiantadas para Rodrigo Caetano, hoje no Internacional, assumir a diretoria de futebol na próxima temporada. (E.C.)

Deixe uma resposta

Comentários