CONTRACAPA

Articulação I

Com o final do segundo turno das Eleições Municipais 2020, candidatos eleitos começam a articular seus mandatos na Câmara Municipal na legislatura que se iniciará no ano que vem. Na noite da última quinta-feira, os vereadores eleitos, Juliano Botelho (PSB), e Eduardo Ota (Pode), se encontraram para conversar sobre o primeiro mandato que assumirão na Casa de Leis a partir de primeiro de janeiro.

Articulação II

Nas redes sociais de Botelho, o político eleito no último dia 15, com 1.485 votos, publicou uma foto ao lado do professor Ota com a legenda "bora fazer parceria". Botelho vem se mostrando empolgado com o mandato, já que irá representar o bairro do Botujuru, que não vinha elegendo candidatos daquela região nas últimas eleições.

Encontro

O deputado federal Marco Bertaiolli (PSD) esteve na semana passada com o secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn, para discutir o plano de trabalho para 2021 e os investimentos necessários para a manutenção e ampliação do atendimento das Santas Casas paulistas, incluindo a de Mogi das Cruzes. "Essa é a política do bem, que dá resultado!", disse Bertaiolli nas redes sociais.

CEI I

Durante as oitivas da Comissão Especial de Inquérito (CEI) com os vereadores denunciados pelo Ministério Público por suposta corrupção na Câmara, alguns parlamentares se emocionaram ao falar sobre o caso e todo o contexto que cerca o tema. O parlamentar Jean Lopes, em especial, se mostrou visivelmente abalado com a repercussão do caso.

CEI II

Quando ouvido pela CEI, na última quinta-feira, Lopes se mostrou revoltado com a situação que culminou na suspensão de sua atividade como parlamentar. O vereador chegou a chorar durante o depoimento, afirmando que está sendo injustiçado. O momento de maior emoção durante seu interrogatório foi quando o parlamentar disse que aquela poderia ser sua última presença no Legislativo por conta de uma injustiça.