Trabalho não vai faltar

O prefeito eleito de Mogi, Caio Cunha (Pode), acertou em manter no cargo o atual secretário de Saúde, Henrique Naufel, a partir de 1º de janeiro, quando inicia seu mandato. Em razão deste ano atípico, consequência da Covid-19, a Saúde se tornou a Pasta com maior evidência.

O médico Naufel foi escolhido pelo atual prefeito Marcus Melo (PSDB) quando o coronavírus ainda engatinhava no Alto Tietê, em março, quando Mogi registrou o primeiro caso de morte em decorrência do vírus. Como o próprio secretário disse diversas vezes, teve que "trocar o pneu com o carro andando". Até por isso, não seria sensato fazê-lo novamente.

Naufel participou da implantação do hospital de campanha e na transformação do Hospital Municipal de Mogi das Cruzes, em Braz Cubas, que se tornou referência no atendimento a pacientes com o coronavírus. É normal que o novo governo tenha suas preferências políticas e técnicas para tocar as secretarias e outros órgãos da administração pública - e não estaria fazendo nada de errado se optasse por outro nome -, mas, definitivamente, não era momento de se mexer na Pasta.

A única exigência de Naufel ao prefeito eleito, Caio Cunha, foi a de manter sua equipe de trabalho. Ai vai mais uma frase do secretário: "time que está ganhando, não se mexe". Ficou claro também que Henrique Naufel não pretende "apenas" apagar o incêndio, no que lhe cabe, durante a pandemia da Covid-19, o que deixa claro que, quando essa poeira baixar, existem planos a serem colocados em prática na cidade em outros segmentos da saúde - embora ele saiba que suas prioridades número 1, 2 e 3 será, ainda, por pelo menos longos meses, o coronavírus.

Importante agora, inclusive, em meio à pandemia, é Naufel utilizar sua amizade com o secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn, para o bem de Mogi das Cruzes, já que a notícia da restrição do Pronto Socorro do Hospital Luzia de Pinho Melo (leia mais na página 5) caiu como uma bomba na cidade. A pandemia é prioridade, mas um novo obstáculo já se apresenta, antes mesmo de 2021 começar. Aceito o desafio de permanecer como comandante da Secretaria de Saúde, é hora de arregaçar as mangas. Trabalho não vai faltar.