Amor pela Medicina

Nome Completo: Marcus Monaco

Natural de : Poá/SP

Data de Nascimento: 15/05/1982

Nome da esposa: Renata R. P. Monaco

Nome do Filho (a): Lucas A. Monaco Bulhões

Formação : Médico, pela Faculdade de Medicina de Mogi das Cruzes e Cirurgião Torácico pela Faculdade de Medicina da USP.

OG- Você é de família tradicional de Poá , como isso interferiu para você cursar Medicina?

MM - Faco parte da terceira geração da imigração italiana e japonesa do início do século XX. Meu avô, Dr. Cypriano Monaco, foi um dos primeiros médicos da cidade de Poá, cursou medicina no final da década de 40 e início de 50, quando só havia uma faculdade de medicina em todo o estado de São Paulo. A história dos imigrantes e de superação. Cresci vendo o resultado do trabalho duro realizado por meus avós e tenho isso como exemplo de vida, sendo a inspiração para que eu seguisse na carreira médica.

OG- Desde o inicio do curso você já tinha definido a especialidade que iria seguir?

MM - Ao ingressar no curso de medicina tinha o objetivo de alcançar um conhecimento geral na área médica. Decidi fazer cirurgia no último ano da faculdade denominado de internato. Concluí 2 anos de cirurgia geral e conheci a cirurgia torácica por intermédio de meu professor e amigo Dr. Olavo Ribeiro Rodrigues, um exemplo a ser seguido. Permaneci por 4 anos no Hospital das Clínicas da USP como residente e fellow do departamento de cirurgia torácica.

OG- Além de atender em seu consultório , onde mais você presta serviços ?

MM - Sou cirurgião torácico do Hospital das Clínicas de Mogi das Cruzes - Luzia de Pinho Melo e Rede D'Or Sao Luiz em São Paulo.

OG- Você até hoje mesmo morando em São Paulo tem uma empresa em Poá , fale sobre ela e também cite alguns de seus clientes empresariais.

MM - Como tenho raizes em Poá, mantenho minha empresa de engenharia e medicina do trabalho, Samseg Segurança e Medicina do Trabalho, que completou 25 anos em 2020. Ela foi fundada por meu pai, onde administro com minha esposa há 10 anos.

Temos como clientes: Giesecke & Devrient (multinacional alemã), esmaltes Impala (Grupo Mundial), Cuecas Mash, Adere Fitas Adesivas, Rede de Postos Tigrão, Água Natureza de Poá, Colégio Deliberato, entre outras.

OG- Você também é professor universitário , como arruma tempo para todas as variadas ações

de seu trabalho? Cite os locais que leciona por favor

MM - Consigo exercer várias atividades graças a minha esposa que organiza minha agenda e juntamente comigo dirige nossa empresa, assim consigo tempo para aprimoramento na atividade médica e desenvolver a arte de ensinar. Leciono para o curso de medicina da UMC e para os residentes de cirurgia geral e cirurgia torácica do Hospital das Clínicas de Mogi das Cruzes.

OG - Só para constar , você através de um amigo em comum me conheceu quando eu passava

pelo Covid , vi que ali nasceu uma grande amizade e você me estimulou muito a lutar pela vida .

Fatos como esse devem ser rotina no seu dia a dia , fazer novas amizades através de seus atendimentos .

Fale um pouco a respeito.

MM - Sim. Nosso amigo Carlos Trevisan Júnior me avisou que você estava internado na UTI em estado crítico. Me empenhei em te ver recuperado e você foi o primeiro paciente que me pediu um cortador de unhas estando na UTI (risos). Fiquei muito contente em te ver bem e recebendo alta pois no dia que te encontrei estavam para te intubar e coloca-lo em ventilação mecânica (respirar por aparelhos). Em 13 anos de formado tive a oportunidade de vivenciar casos dramáticos e graças a Deus muitos casos felizes, e o resultado deste trabalho foram as amizades, incentivadores e admiradores.

OG - Para terminar , como você vê hoje a atual situação desta pandemia e sobre as vacinas , estenda sua opinião.

MM - Vejo sempre com olhar de esperança. Houve e está havendo um investimento financeiro e humano homérico. As vacinas se mostraram promissoras, como a vacina da Pfizer/BioNTech, que começará a ser aplicada na Europa e EUA, e tenho certeza que promoverão o auxílio que a medicina precisa para combater esta pandemia. Reforço sempre que cada um deve fazer a sua parte e como já visto no passado, a humanidade irá vencer e sairá fortalecida mais uma vez.

Deixe uma resposta

Comentários