Vem vacina, vem!!

Repercutiu amplamente de forma positiva entre os especialistas da área da Saúde o anúncio feito pelo governo de São Paulo que a CoronaVac registrou 78% de eficácia nos testes clínicos feitos no Brasil.

A vacina contra a Covid-19 é desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac e, nos últimos dias, a polêmica foi grande, já com reflexos nas próximas eleições presidenciais com o governo federal tentando desmerecer a 'saída na frente' dada pelo Estado de São Paulo comandado pelo tucano João Doria.

A população vê, atônita, as discussões políticas, mas na verdade o que o povo quer ver é a vacina chegando e trazendo resultados. Não importa a questão política. Importa, sim, a praticidade dela, pois quem teve um parente ou amigo que morreu pela doença não tem paz e vive a angústia de ter perdido alguém tão estimado para um vírus desconhecido.

Na coletiva do anúncio Plano São Paulo, que se transformou, na verdade, numa coletiva focada na vacina, o governador salientou que o imunizante desenvolvido pelo Instituto Butantan tem elevado grau de eficiência e eficácia para proteger a vida dos brasileiros contra a Covid-19. As pessoas que forem imunizadas, segundo Doria, terão entre 78% a 100% menos possibilidade de desenvolverem a doença.

Especialistas da Saúde dizem não entender esta discussão secundária sobre a eficácia da vacina e como ela foi gerada, já que em outras doenças, por exemplo, o sarampo, já se comprovou que mesmo que a pessoa seja imunizada, lá no futuro ela pode desenvolver a doença, mas de forma mais branda. E isso é uma grande vitória por já começar a imunizar a população e reduzir as chances de propagação do vírus.

Outra avaliação dos especialistas também é que pouco importa a "marca" da vacina. Aliás, até pouco tempo, ninguém questionava se a vacina veio da China ou de qualquer outro canto do país, o que importa mesmo é que ela havia chegado.

E em se tratando de coronavírus, que já matou milhares de pessoas e infectou outras milhões esta discussão parece mesmo sem propósito. Vamos gritar em coro agora pela chegada da vacina. Vem vacina, vem!!

Deixe uma resposta

Comentários