Região está na expectativa da atualização do Plano SP hoje

Doria: corpo técnico não corresponde às expectativas veiculadas pelo ministro
Doria: corpo técnico não corresponde às expectativas veiculadas pelo ministro - FOTO: Divulgação
Parte dos municípios do Alto Tietê aguarda a divulgação da atualização do Plano São Paulo de retomada das atividades e enfrentamento ao coronavírus, prevista para hoje no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado. O comunicado do governo do Estado determinará quais serão os protocolos que serão adotados nas 22 subdivisões do Estado definidas no início da pandemia da Covid-19.

Procuradas pela reportagem do DAT/Mogi News, três prefeituras da região se manifestaram sobre a expectativa do anúncio do governo do Estado, bem como a situação da pandemia em suas respectivas cidades.

A Prefeitura de Mogi das Cruzes, por meio da Coordenadoria de Comunicação Social, informou que o município aguarda o anúncio do Plano São Paulo e que ações entre as esferas de governo estejam alinhadas no enfrentamento à pandemia. A administração municipal também informa que as equipes de fiscalização continuam atuando conforme as determinações do decreto em vigência, e que um novo decreto somente será elaborado depois do anúncio oficial do governo do Estado.

A Prefeitura de Santa Isabel, por meio de sua Assessoria de Imprensa, informa que aguarda que a decisão seja tomada com a responsabilidade de cada um dos participantes, uma vez que os recursos municipais limitam estratégias individuais para o enfrentamento da pandemia. A Prefeitura também aguarda as solicitações conjuntas do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) em relação às vacinas e à logística necessária para insumos e conservação.

Ferraz de Vasconcelos, por meio da Secretaria de Comunicação Social, aponta que também aguarda a decisão do Palácio dos Bandeirantes e agradece à população e ao comércio que têm cumprido as medidas de distanciamento social.

Por sua vez, a Secretaria de Comunicação Pública da Prefeitura de Suzano informa que vai aguardar as novas determinações do governo estadual relacionadas ao Plano São Paulo para avaliação e tomada de ações, e destaca que as cidades que compõem o Condemat estão se alinhando de forma a seguir as mesmas diretrizes em âmbito regional.

Um dos principais desafios dos municípios do Alto Tietê é a ocupação de leitos na rede pública e o número de óbitos registrados desde o início do ano. A curva de internações em leitos de enfermaria e Unidade de Terapia Intensiva (UTI) foi um dos fatores que levou os municípios do consórcio intermunicipal a pedirem providências do governo estadual para a liberação de novas vagas de enfermaria e UTI em unidades localizadas em Suzano e Mogi das Cruzes, em reunião realizada anteontem.

Em relação à ocupação de leitos, um dos casos mais complexos é o de Mogi das Cruzes, que apresenta 58,9% dos leitos de enfermaria, mas 88,1% dos leitos de UTI ocupados, sendo que o Hospital de Clínicas Luzia de Pinho Melo está com 100% de sua capacidade para leitos de UTI tomados desde anteontem (veja a relação completa no quadro acima).

QUADRO DA MATéRIA DE ABRE


***
QUADRO

CIDADE Casos em 2021 Óbitos em 2021 Ocupação (Enf.)
Mogi das Cruzes 61 14* 58,9%*
Suzano 120** 04** 43,2%**
Ferraz de Vasconcelos 60 03 N/I
Santa Isabel 14 01 60%


OBS 1: FONTE: www.mogidascruzes.sp.gov.br/pagina/secretaria-de-saude/numeros-covid-19-em-mogi-das-cruzes -- a Prefeitura de Mogi das Cruzes esclarece que os óbitos registrados em 2021 são de pessoas que deram entrada antes de 2021, e que nenhum paciente que deu entrada após 01/01 veio a falecer.

OBS 2: FONTE: www.suzanocoronavirus.com.br

Deixe uma resposta

Comentários