Zoonoses intensifica ações preventivas

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Divisão de Controle de Zoonoses, vem intensificando as ações de combate aos escorpiões e a prevenção de ocorrências com o animal em todo o município. Os trabalhos do Programa Municipal de Controle de Escorpiões são realizados ao longo do ano, com maior intensidade nas épocas de Primavera e Verão, em razão das características biológicas desses animais.

Em 2020, foram contabilizadas 89 ocorrências envolvendo escorpiões. Destas, três são referentes a acidentes por picadas. Estes casos ocorreram entre os meses de outubro e dezembro de 2020, o que levou a equipe a alçar outras estratégias de controle, a fim de minimizar os riscos de novos registros.

Segundo a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Paula Mateus, as altas temperaturas da temporada Primavera/Verão favorecem a proliferação dos escorpiões. "É de extrema importância que as pessoas façam limpezas periódicas de suas residências, principalmente, se forem casas mais antigas, com porões e outros locais fechados, usados como depósito de materiais, que viram ambiente favorável para procriação de escorpiões e de outros animais peçonhentos. Os cuidados devem ser redobrados também em imóveis onde haja ajuntamento de madeiras e entulhos".

Em caso de picada, a pessoa precisa procurar assistência médica imediatamente. Se possível, deve levar o animal, em um recipiente de vidro, para ser identificado, o que garante a eficácia do socorro médico. Para quem encontrar um escorpião em casa, a recomendação é acionar o Centro de Controle de Zoonoses pelo telefone 4792-8585. É importante adotar esse procedimento ainda que o animal tenha sido morto.

O escorpião é um aracnídeo terrestre de hábitos noturnos: esconde-se durante o dia em locais como terra, áreas sombreadas e úmidas, troncos de árvores, pedras, tijolos, construções, frestas de muros, dormentes de estrada de ferro, lajes de túmulos, entre outros. São animais que se alimentam de baratas, grilos, cupins e aranhas e a proliferação destes insetos favorece o surgimento de escorpiões.

PRINCIPAIS DICAS DE PREVENçãO

- Manter limpo os quintais, jardins, sótãos, garagens e depósitos, evitando acúmulo de folhas secas, lixo e demais materiais como entulho, telhas, tijolos, madeiras e lenha;
- Ao manusear materiais de construção, usar luvas de raspa de couro e calçados;
- Rebocar paredes e muros que apresentem vãos e frestas;
- Vedar soleiras de portas com rolos de areia;
- Usar telas em ralos do chão, pias e tanques;
- Acondicionar o lixo em recipientes fechados para evitar baratas e outros insetos que servem de alimento aos escorpiões;
- Realizar roçada de terrenos;
- Examinar calçados, roupas e toalhas antes de usá-los;
- Manter berços e camas afastados das paredes.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes.

Deixe uma resposta

Comentários