Depósitos aumentam o preço do gás

Ainda que este ano tenha iniciado há apenas duas semanas, os moradores de Mogi das Cruzes já estão pagando mais caro no botijão de gás de cozinha. Isso porque, o último ajuste da Petrobras elevou os preços em 6% e alguns depósitos já repassaram o acréscimo para o consumidor final.

O anúncio da alta dos preços foi realizado na última quarta-feira pela Petrobras, que alegou ter sido resultado da elevação de taxas de importação.

Além disso, os preços dos botijão de gás têm como referência o valor de paridade de mercado internacional, fretes de navios e demais custos internos de transporte para cada ponto de fornecimento também influenciado pela taxa de câmbio.

Por este motivo, diversos depósitos de Mogi já aumentaram os preços, enquanto outros estão se programando para o repasse ao preço final. Este é o caso do depósito Speed Gás, que está localizado no centro da cidade. De acordo com a proprietária Juliana Vital Borelli, o acréscimo deve ocorrer entre hoje e amanhã.

"O botijão de gás que antes custava R$ 82,00 deverá passar a custar R$ 84,00 entre terça e quarta-feira. Para os clientes que buscam o botijão na portaria do depósito, nós fazemos um desconto, como é de costume há bastante tempo", acrescentou Juliana.

Se considerado o preço de R$ 82,00, os clientes podem levar o botijão por R$ 72,00, sendo que a retirada no local descarta a taxa de entrega e os gastos com a gasolina do depósito. O mesmo é feito no depósito Edinho e Millus Gás, em Braz Cubas. O consumidor que for até o local para buscar sua mercadoria também acaba pagando mais barato.

Um dos colaboradores que preferiu não se identificar explicou ontem que os clientes já estão reclamando do aumento, mas o repasse é necessário visto que os proprietários também estão pagando mais caro nas distribuidoras. "O botijão que antes custava R$ 77,00, agora está custando R$80,00 e até o final do mês nós estamos sujeitos a outros dois acréscimos da Petrobrás", apontou o operador de caixa. Apesar da previsão, ainda não se sabe a próxima porcentagem de aumento.